Pular para o conteúdo principal

DIA DAS MÃES: “O DIA EM QUE EDNA FOI LIBERTADA...” - Por : João Baptista Herkenhoff

enviado por Jornal O Grito do Cidadão


Por : João Baptista Herkenhoff

O caso de Edna é mencionado em outros escritos que publiquei, inclusive no mais recente livro: Encontro do Direito com a Poesia – Crônicas e escritos leves (GZ Editora, Rio). O que diferencia o presente texto de qualquer outro, inspirado no mesmo caso judicial, é a abrangência. Aqui é feita referência a dois processos envolvendo a mesma pessoa. No primeiro processo, Edna comparece como acusada e é beneficiada por um despacho de soltura. No segundo processo, comparece na condição de ré e é absolvida.

          Vejamos pois o relato dos casos.
          No dia nove de agosto de 1978 compareceu a minha presença, no Fórum de Vila Velha (ES), Edna S., grávida de oito meses, que estava presa na Cadeia da Praia do Canto, em Vitória, enquadrada no artigo 12 da Lei de Tóxicos (tráfico) porque foi presa com gramas de maconha... http://www.abdic.org.br/index.php/766-dia-das-maes-o-dia-em-que-edna-foi-libertada

Comentários

Adjetivar esse senhor de "excelência", nem de perto condiz com a humanidade que nele reside e que, pela via de sua atribuição, se espargiu por sobre os muitos que lançaram sobre ele o seu olhar esperançoso de obter, além da justiça divina, a justiça dos homens.
O ser humano já é por si o gérmen da excelência que, de fato, um dia haverá de se tornar. Entretanto, alguns já alcançaram esse grau de compaixão e usam dessa virtude com extremada sabedoria, coragem e benevolência.
Tenho certeza que nas suas orações, Edna, dentre tantos, jamais esquecem de rogar aos céus bençãos sobre a vida desse egrégio magistrado.
Meus respeitos!
Anônimo disse…
Realmente devo dizer que este texto está muito bem elaborado... e concordo com o comentário acima, feito por João...
parabéns ao João Baptista pelas palavras escolhidas para apresentar ao público essa figura de Edna...

Camila Arantes

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.