Pular para o conteúdo principal

Ana Helena Lopes em entrevista com Selmo Vasconcellos

Sempre gostei de ler e escrever. Quando aprendi o significado das letras, conheci um mundo novo e me dei conta de que minha criatividade poderia ser colocada em folhas sem limitações. Minhas aulas prefe-ridas no colégio eram as de Português e Redação! Escrever me deu a ideia de infinito, de milhões de possibilidades, de voar sem sair do chão. Quando eu tinha 10 anos de idade, escrevi meu primeiro livro (que nunca foi publicado), chamado “A doce lembrança do passado”.


POEMA


NOTAS PARA UM FELINO DE OLHO AZUL

(In: “Nas profundezas desse seu olhar”)


Estrela de pó em tormento azul,

Que mar oceânico mora nos seus olhos.

Uma viagem absurdamente transbordante em ir e vir.

O medo, a paz, a delicadeza

Tudo lá, no mesmo mar azul.

Riscado de mel, feito de cristal

Vou me afogar nesse seu mundo

Vou me perder entre a água azul


Que transborda dos seus translúcidos olhos.


Confira a entrevista e leia mais poemas AQUI

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.