Pular para o conteúdo principal

UM ENTRE-TEXTO COM A POESIA DE CLÁUDIA BRINO E A DE LUIZ OTÁVIO OLIANI


UM ENTRE-TEXTO COM A POESIA DE CLÁUDIA BRINO E A DE LUIZ OTÁVIO OLIANI


CONFIANÇA ESTRANHA                 X               ESPELHO

Veja como a criatividade do Entre-Texto se faz presente.



CONFIANÇA ESTRANHA
Cláudia Brino

você se achou
estranho
em frente ao espelho?
eu também fui toda
inteira
nessa outra metade.

Chorando reticências, poemas de Cláudia Brino, SP, Editora Costelas Felinas, 2014.
**
ESPELHO
Luiz Otávio Oliani

em teu reflexo
um corpo
em teu corpo
um ser
em teu ser
um anjo
em teu anjo
um demônio

** Breve nas páginas do livro Entre-textos de Luiz Otávio Oliani

Comentários

Anônimo disse…


CONFIANÇA ESTRANHA
Autor: Emílio Soares da Costa

De frente do espelho me pus
Sorriso aberto na face.
Vendo só na face ter luz
E zelo sem ter disfarce.

No olhar tenho todo prazer
De quem bem vaidoso perfaz.
Modelo de vida trazer
Alegre viver pela paz.

Só tendo toda vaidade
Relanço olhar pra mim mesmo.
Deixando o prazer da idade
Vagar minha imagem a esmo.

E no presente momento
Elevo encantado viver
E no espelho fico atento
Querendo dele me prover.

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.