Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2015

O COLISEU NATIVO Por : Valmir Fonseca Azevedo Pereira

enviado pelo jornal Grito Cidadão

O COLISEU NATIVO
Por : Valmir Fonseca Azevedo Pereira
Na antiguíssima Roma, os tiranos da época utilizavam - se do Coliseu e outras arenas para embromar a galera popular com os espetáculos circenses. Enriquecendo a pantomima, distribuíam pães para a massa, que de barriga cheia e imensos sorrisos de satisfação assistia aos gladiadores se matando, as feras trucidando os miseráveis e as execuções de larápios e assassinos. E, assim, durante centenas de anos, viveram felizes os tiranos e os seus submissos súditos.

CAETANO VELOSO NA PALESTINA; “STOP THE OCCUPATION...” Por : Pettersen Filho

CAETANO VELOSO NA PALESTINA; “STOP THE OCCUPATION...”
Por : Pettersen Filho (enviado pelo autor)
Renomado Cantor/Compositor brasileiro, CaetanoVeloso, e Gilberto Gil, notorizado por haver, nos auspiciosos anos 70, pretensamente, combatidoideologicamente, com vigorosas Canções libertárias, a sórdida, hoje tida, como, nem tão sórdida, assim, DitaduraMilitar no Brasil, muito mais à moda Woodstock, como consequência do “Movimento Hippie” de então, “Stop The Vietnam`s War”, and “Free to Marijuana”, em exortação à Maconha, do que, propriamente, um “Movimento” genuíno de “Resistência”, como fizeram a própria atual President”a” do Brazil, , Dilma Roussef, e o meu amigo Jornalista CelsoLungaretti, realmente Preso e Torturado, situação da qual passaram longe, Caetano e Gil, em exílio voluntário em Londres Tow, Inglaterra, absolutamente crédulos no Movimento Socialista Internacional, por isso mesmo, estigmatizado, em Show, essa Semana, à moda Broadway, em Telaviv, Boicotando “Boicote Internacional…

poema Marcelo Luiz de Freitas

A POESIA DE EDGARD BRAGA: LINGUAGEM, CONSTRUÇÃO, VISUALIDADE, - por Beatriz Helena Ramos Amaral

enviado por Beatriz Helena Ramos Amaral
Nos dias 4, 11, 18 e 25 de AGOSTO, terças-feiras, das 19h30 às 21h30, na CASA DAS ROSAS, na Avenida Paulista, n.37,
darei curso sobre a obra do poeta brasileiro EDGARD BRAGA (1897-1985), objeto de meu livro “A TRANSMUTAÇÃO METALINGUÍSTICA NA POÉTICA DE EDGARD BRAGA” (2013, Ateliê Editorial, coleção estudos literários, prefácio de Augusto de Campos).
Intitulado A POESIA DE EDGARD BRAGA: LINGUAGEM, CONSTRUÇÃO, VISUALIDADE, o curso é

poema Fragmento - Juarez Florintino Dias Filho

REFLEJO de REYNALDO ARMESTO OLIVA / foto: Marcelo Luiz de Freitas

enviado pelo autores


REFLEJO
Soy reflejo en un cristal donde miro y me detengo, una luz donde sostengo gota a gota su caudal. Tengo a bien, pensar a mal qué me ata, qué me enreda,

Poema - Homem Poeta - Luciano Marques / foto: Marcelo Luiz de Freitas

enviado pelos autores


Homem Poeta
Caem do céu inspiradoras estrelas Atapetando o meu caminho de luz.
É quando a inspiração me beija Devolvendo-me a poesia perdida.

João Alberto de Faria e Araújo - campanha na Kickante

enviado pelo autor

João Alberto de Faria e Araújo A campanha na Kickante ainda está no ar e as recompensas que preparei esperam por você.
Se ainda não conhece meu projeto acesse
http://www.kickante.com.br/campanhas/aldravia-nova-poesia.

poema de Juarez Florintino Dias Filho

enviado pelo autor

Tecendo o texto da vida de Ronaldo Junior / foto: Marcelo Luiz de Freitas

enviado pelos autores

Tecendo o texto da vida


O autor segura um fio,
E o passa para o papel tecendo
Um sentimento próprio.

O tecelão da vida, artista sem fim,
É capaz de transformar fios em
Pedaços da auréola de um querubim,

Pois a arte é a imagem da alma ardente,
Em cada instante que passa
E se eterniza no presente,

Pelo fato de o momento
Ser tecido num texto
Pelo autor que trefila seu peito.

poema: A Sombra e o solo de Vieira Vivo / foto: Marcelo Luiz de Freitas

a sombra e o solo A sombra movimenta-se à cata do solo tornando-se cúmplice de tudo que faço e este acolhe em seu corpo a projeção da matéria

POETAS DE FRANÇA: MUSSET, MALLARMÉ, VERLAINE, VALÉRY E ÉLUARD NA ESTÉTICA DE GUILHERME DE ALMEIDA - por Raquel Naveira

enviado por Raquel Naveira


A partir do livro Poetas de França, um clássico de referência da poesia e da tradução no Brasil, serão apresentados poemas de Musset, Mallarmé, Verlaine, Valéry e Éluard. 

Os poemas serão expostos em francês e português, com comentários sobre épocas, escolas literárias, decisões linguísticas que revelam a sensibilidade, a erudição e a visão estética do tradutor-poeta Guilherme de Almeida.

Sabia mais - Quando * Onde *  e faça sua inscrição

"ENTRE-TEXTOS 2 no JORNAL DE LETRAS"

O 5º LIVRO DE LUIZ OTÁVIO OLIANI - 

"ENTRE-TEXTOS 2", PORTO ALEGRE, VIDRÁGUAS, 2015 - 

FOI CITADO NO "JORNAL DE LETRAS" NÚMERO 203!

confira no link

poema Caminhos - Juarez Florintino Dias Filho

enviado pelo autor

Poema de Marcelo Luiz de Freitas

Ordem Entrevista Cláudia Brino

A OPB - ORDEM DOS POETAS DO BRASIL  ENTREVISTA CLÁUDIA BRINO QUE AO LADO DE VIEIRA VIVO, REALIZA UM BELÍSSIMO TRABALHO EM FAVOR DO LIVRO. ALÉM DISSO AMBOS POSSUEM UMA EXCELENTE OBRA LITERÁRIA E NÃO POUPAM ESFORÇOS NA DIVULGAÇÃO DOS AMIGOS POETAS E DA POESIA EM GERAL.. 


ENTREVISTA CONCEDIDA AO POETA MAURICIO DE AZEVEDO 1- Quem é Cláudia Brino? Fale-nos de sobre suas várias frentes de trabalho com a poesia?

CONJUNCIONES - de REYNALDO ARMESTO OLIVA / foto: Marcelo Luiz de Freitas

enviado pelos autores


CONJUNCIONES
Con la rima en la garganta apretada en el tintero aunque, sin embargo, pero desde el suelo se levanta.

A Preciosidade de um amigo! de Marcelo de Oliveira Souza / foto Marcelo Luiz de Freitas

A Preciosidade de um amigo!

A preciosidade 
de um amigo, 
A felicidade 
de estar comigo 
em toda alegria 
e na dificuldade. 

Usufruindo 
de sua companhia 
Amigo precioso 
e raro 
valendo mais que a pura 
pedra lapidada 
Junto de ti 
Fico em uma felicidade danada!

FESTIVALE - Festival da Canção - Regulamento

enviado por Cláudio Bento

Aldravia de Márcia Brabo

ame enquanto pode ou sossegue
coração!

Românticos, com Sebastian & Amigos

enviado por Mahelen Madureira

Essência Poética

enviado por Derlone Pereira

Essência Poética 07 faz uma mescla de poesias e ilustrações com as colaborações dos poetas Adão Wons (RS), Antônio Mello (RS), Edgar Franco (GO), Luiz Balthazar (MG) e Thina Curtis (SP) e dos ilustradores Alex Doeppre (RS), Antônio Andrade (PE), Gazy Andraus (SP), Jeferson Adriano (MG), João Paulo (MG), Marcel de Souza (RS). Capa de Henry Jaepelt (SC). Grátis na compra de uma publicação da Quadrante Sul Comics (tchezine.blogspot.com.br).

Teresinka Pereira palestra na Academia Mineira de Letras - por Lucinha Lima

enviado por Teresinka Pereira
Teresinka Pereira palestra na Academia Mineira de Letras
No dia 26 de junho, a escritora Teresinka Pereira fez uma belíssima palestra sobre os “Poetas Russos Contemporâneos”, na Academia Mineira de Letras, em Belo Horizonte (MG). A apresentação foi feita pela Presidente da Academia Feminina  Mineira de Letras,  Sra. Maria Inês e antes de dar inicio a Palestra houve a entrega  algumas homenagens: - Honoris Causa para a Sra. Elizabeth Rennó; - Moeda de ouro cunhada com o rosto de Barak Obama, para Artista Plástica e Fundadora da  Academia Feminina Mineira de Letras, Sra. Lívia Pauliniy e     - Diploma da Associação para escritora Yara Abreu. A Palestra foi iniciada, com a citação do poeta Espanhol Carlos Fernandez Del Ganso: “A poesia é o que há de mais perdurável da linguagem”.  E com essa máxima, Teresinka falou sobre a sensibilidade, amor, sofrimento e injustiças que sofreram os poetas russos. Teresinka ainda citou poemas de Vladimir Mayakovski, que escreveu em …

Intelecção de Textos em Línguas Estrangeiras

enviado pela Casa Guilherme de Almeida





Intelecção de Textos em Línguas Estrangeiras
confira as datas, os horários e o objetivo do programa

Aldravia de Márcia Brabo / foto: Marcelo Luiz de Freitas

ando turbulenta como mar nas
encostas

Eleição Conselho Municipal de Política Cultural

enviado por Derlone Pereira

A Fundação Municipal de Cultura prorrogou o prazo de inscrições para o processo eleitoral que irá escolher os novos representantes da sociedade civil no Conselho Municipal de Política Cultural. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até o dia 31 de julho de 2015. Serão eleitos 6 representantes dos setores culturais (Artes Cênicas; Artes Visuais; Audiovisual; Música; Literatura, Livro e Leitura; e Manifestações da Cultura Popular), e 9 representantes das Regionais de Belo Horizonte

Férias MAM: Visita Mediada com experiencia poética para pais e bebês

enviado pelo MAM Férias MAM: Visita Mediada com experiencia poética para pais e bebês

Trajes Poéticos - Cronograma (estilo poético)

CRONOGRAMA - tipo de poema que é uma variação do acróstico, no qual as letras iniciais dos versos compõem em algarismos romanos, uma data qualquer, alusiva ao texto.
Confira o poema logo abaixo

CUANTO TE TUVE - de REYNALDO ARMESTO OLIVA / foto: Marcelo Luiz de Freitas

enviados pelos autores


CUANTO  TE  TUVE
La gracia que dios me da gravita en mi pensamiento en este, en todo momento por luces y sombras va. Espero tenerte allá

poema Fósforo de Vieira Vivo / foto: Marcelo Luiz de Freitas

Fósforo


Declare, a todos nós, agora, a quanto tempo ocultas em ti as chagas do Armagedom
Conte-nos, como te aprisionaram na domesticação do fogo         e como urdes, contra nós, o martírio das chamas

AMPLIAÇÃO - de Eunice Arruda / foto: Marcelo Luiz de Freritas

enviado pelos autores


AMPLIAÇÃO Construo o poema peda- ço por pedaço

ECCLESIA PAUPERUM Por : Maria Lucia Victor Barbosa

enviado pelo jornal Grito Cidadão
ECCLESIA PAUPERUM
Por : Maria Lucia Victor Barbosa 

Enquanto no País escândalos, prisões, delações, embates de Poderes sacodem a vida nacional e concentram atenções e notícias, a vida no planeta continua girando e produzir alterações no modo de viver e pensar da humanidade. De algum modo essas mudanças nos atingem e, por isso, é bom prestar atenção nelas. Saindo um pouco do Brasil veremos que fatos mundiais relevantes estão em curso e citemos apenas alguns poucos para não alongar demais o artigo:

Sarau "Um autor na Ciranda Poética" - Cecília Meireles

  A Oficina Pagu convida o público em geral, para o novo Sarau: "UM AUTOR NA CIRANDA POÉTICA", coordenado pela ativista cultural e professoraClara Sznifer.  Este projeto que se realiza mensalmente, tem como objetivo principal desvendar a obra de um poeta relevante do nosso idioma, de um maneira lúdica e interativa. Tudo é feito através de pequenos documentários, textos, comentários e leitura de poemas, intercalado por belas canções que se relacionam com a temática do escritor. Ao final de cada evento, convidamos o público presente para compartilhar suas poesias autorais. Contamos também com a participação do músico santistaRoberto Soares.

Rascunhos estão na Editora Multifoco

enviado pela Editora Multifoco
“rascunhos” é um exercício literário orgânico e informe. Com versos calcados numa existência  contemporânea, o autor convida o leitor a compor seu canto dodecafônico. Nada está pronto ou irreparável como escultura. Pelo contrário, as letras minúsculas, a ausência de títulos e pontos finais, para além de recurso poético, são convites à colaboração.

FESTIVAL DE POESIA FALADA DO RIO DE JANEIRO - PRÊMIO FRANCISCO IGREJA.

enviado por Derlone Pereira



A APPERJ - Associação Profissional de Poetas no Estado do Rio de Janeiro convida todos os poetas a participarem do 
FESTIVAL DE POESIA FALADA  DO RIO DE JANEIRO -  PRÊMIO FRANCISCO IGREJA
Em 2015 - ocorrendo o VIII FESTIVAL DE POESIA FALADA DO RIO DE JANEIRO
O tema do concurso é livre, sendo aceitos todos os estilos poéticos. Poderão participar poetas residentes ou não no país, de qualquer nacionalidade, exceto os diretores da APPERJ. Cada concorrente poderá enviar até três poemas inéditos, em língua portuguesa, digitados, de no máximo 30 linhas (espaços inclusive), em 3 (três) vias de cada, acompanhados da taxa de inscrição: 10 reais por poema (cópia do depósito feito em nome de APPERJ, Banco Itaú, ag. 9291, cc 15466-5, até o dia 1º de agosto de 2015, para: VIII Festival de Poesia Falada do Rio de Janeiro - Prêmio Francisco Igreja; Rua Oscarito, 61, CEP: 22743-730, Freguesia/Jacarepaguá, Rio de Janeiro/RJ, valendo como data de entrega o carimbo do correio.

Vírgula - por Roberto de Queiroz*

Vírgula Roberto de Queiroz* A vírgula é um sinal gráfico, de origem latina,usado na escrita para delimitar sintagmas. A princípio, significava varinha; evoluiu para pequeno traço ou linha; depois, tornou-se sinal de pontuação. Em algumas situações, a vírgula é facultativa; em outras, ela é obrigatória. Veja, a seguir, duas situações: a separação de termos no interior de um período simples e a separação de orações no interior de um período composto. No interior de um período simples, usa-se a vírgula para isolar elementos intercalados, como, por exemplo, uma conjunção (Sua proposta é bastante atraente. Ela, porém, não me interessa), um adjunto adverbial (Este ano, sem dúvida, vou a São Paulo), um aposto (Ronaldo, o capitão do time, foi o primeiro a entrar em campo) ou uma expressão explicativa (O protagonista de Náufrago, ou seja, Tom Hanks, ganhou dois Óscares de melhor ator). No interior de um período composto, usa-se a vírgula para separar os adjuntos adverbiais (Você não se preparou pa…

SOLO UN MOMENTO - de REYNALDO ARMESTO OLIVA / foto: Marcelo Luiz de Freitas

enviado pelos autores

SOLO   UN  MOMENTO
Yo puedo vivir sin prisa detenerme ante el espejo, sentirme no ser el viejo que quiebra ya su sonrisa. Quejoso mi cuerpo frisa el tiempo que lo devora;

NÃO VEJO LUZ NO FIM DO TÚNEL Por : Juarez Cruz

enviado pelo jornal Grito Cidadão

NÃO VEJO LUZ NO FIM DO TÚNEL Por : Juarez Cruz
Como um lutador que resisti em reconhecer que a luta está perdida e não quer jogar a toalha no ring, assim estava eu com relação ao Brasil. Não queria jogar a toalha fora, pois achava que este país tinha jeito, Não tem. Chega! Resisti o quanto pude más sucumbi diante do de tantos escândalos envolvendo políticos, partidos políticos, ex-presidentes, empresários, ministros, governos estaduais e municipais, estatais, setores militares e do judiciário, sistema financeiro governamental (BNDES, Caixa Econômica e Banco do Brasil), movimentos sindical, rural, estudantil, dentre outros. È muita corrupção juntas... http://www.abdic.org.br/index.php/874-nao-vejo-luz-no-fim-do-tunel

LANÇAMENTO - REVISTA RAÍZES 51

enviado por FUNDAÇÃO PRÓ-MEMÓRIA DE SÃO CAETANO DO SUL

Fígado de Márcia Brabo / foto: Marcelo Luiz de Freitas

enviado pelos autores


Fígado

Antes que alguém descubra na euforia Apresento-me: - Sou seu fígado, após a folia! Por favor, não sorria! Não é motivo para tal: - Estou com vômito e disenteria!
Bebi e “ataquei” tanta gordura, durante o resto do dia; Pulei, e “aprontei” tanto, à revelia; Pior ainda: - Andei em má companhia! Mas, estou aqui: -“Caído aos seus pés”! Quem diria!
Já nem sei mais, se é hoje o dia! Que enorme covardia: - Esqueci nosso aniversário, com “Baile à Fantasia”! É uma triste ironia:

EXIBIÇÃO DO DOCUMENTÁRIO "MEMÓRIA ESSENCIAL"

enviado por Derlone Pereira
EXIBIÇÃO DO DOCUMENTÁRIO "MEMÓRIA ESSENCIAL"
*Quarta-feira, dia 22 de julho de 2015, às 18h30 Local: Instituto Helena Greco de Direitos Humanos e Cidadania - Rua Hermilo Alves, nº 290, Bairro Santa Tereza - Belo Horizonte/MG
*Roda de conversa entre as convidadas e o público:

Conto - O arquivista - de Cláudio Feldman

enviado pelo autor

O arquivista
1 O edifício “Atlântico” que ficava no Bulevar Prata nº 86, possuía linhas clássicas e severas, mas dois grandes lampadários barrocos, com a figura de Netuno, ladeavam sua entrada. Todos os dias, após o expediente de arquivista, Julião Noronha sentia um doce alívio ao penetrar no prédio, sob as luzes altas. Ali estava em seu território, a poucos passos de seu mundo privado, arremedo do ventre materno, e longe do caos exterior. Em seu apartamento reinava a maior ordem possível: no sofá, nas mesas de TV e refeições, no bufê da sala não havia um grão de poeira ou objeto deslocado; no restante dos cômodos, idem. Quem surpreendesse o quarto de Julião, um pouco antes dele emergir do sono, veria, já separados: as calças cuidadosamente dobradas sobre uma cadeira, a camisa e a roupa interna sobre o espaldar da mesma, os sapatos, muito juntos, debaixo da cama, e, no guarda-roupa, seu chapéu, o sobretudo, a gravata e um paletó, cada um em um cabide separado. As gaveta…

MENTIRAS - de REYNALDO ARMESTO OLIVA/ foto: Marcelo Luiz de Freitas

enviados pelos autores 

MENTIRAS
Quien dona lo que sostiene ofrendas y sentimientos, penas, oscuros lamentos recibe, cuando no tiene.

Eduardo Waack escreve sobre os 25 Anos do jornal O Capital editado por Ilma Fontes

jornal impresso enviado por Ilma Fontes

********************************************************** Eduardo Waack escreve sobre os 25 Anos 
do jornal O Capital editado por Ilma Fontes
Ilma Fontes é figura legendária da literatura nacional, da nordestinidade e do jornalismo alternativo. Mulher tão forte quanto bela, partiu corações e fez muitos intelectuais reverem opiniões, embalados pela clareza de sua presença iluminada e rara. Não é figura fácil, defende suas posturas com a mesma firmeza com que acolhe amigos oriundos dos quatro cantos do planeta. Tenho o enorme prazer de conhecê-la há quase 25 anos, quando um dia recebi em minha casa, no final de 1991, um exemplar de O Capital. Meses antes, amigos comuns residentes em Pernambuco lhe entregaram a edição nº 9 de O Boêmio, jornal por mim editado. Era um tempo em que as pessoas se escreviam longas cartas, que o correio postal entregava e eram aguardadas com verdadeira ansiedade. Não havia internet e nem telefones celulares, que diluem os af…

FAN - Festival de Arte Negra 20 anos - Inscrição Aberta

enviado por Derlone Pereira
A Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte, em parceria com a Associação dos Amigos do Centro de Cultura Belo Horizonte, convida artistas, grupos e coletivos que desenvolvam trabalhos artísticos ligados à Arte Negra a apresentarem suas propostas para integrarem a programação da 8ª edição do Festival de Arte Negra (FAN) de Belo Horizonte.

Convocatória Gente de Palavra - 35

Que a fraternidade toque a todos, hoje e sempre! - por Clarice Barbosa Vieira

enviado por Clarice Barbosa VieiraQue a fraternidade toque a todos, hoje e sempre!Encenação da Paixão de Cristo em 2012. Santo Antônio de Lisboa (Fpolis-SC). Foto/Arquivo: Celso Martins. Hoje, segundo a tradição cristã, é dia de recordar a morte de Jesus. Momentos anteriores para sua ressurreição, no domingo que se aproxima. Gosto muito dessa palavra, ressurreição. Me encanta o seu som. A sua suavidade. Além de expressar o ápice da vida em seu sentido mais nobre, após uma doce e amarga interrupção. E como acredito que nada acontece por acaso, hoje eu, minha querida madrasta e meu fraterno pai bravamente

UMA ESPERANÇA MUITO TÊNUE NA JUSTIÇA NATIVA Por : Valmir Azevedo Pereira

enviado pelo jornal Grito Cidadão

UMA ESPERANÇA MUITO TÊNUE NA JUSTIÇA NATIVA
Por : Valmir Azevedo Pereira Há muito tempo a sociedade nacional vem se portando como omissa. Como muitas outras, é claro. Vemos o que ocorreu e ocorre em vários países, inclusive na América Latina. Sabemos como o peronismo arrasou a Argentina, como Fidel afundou Cuba e como Chávez trucidou a Venezuela. Poderíamos prosseguir com outros abusos de tiranetes, e de como a gentalhadaqueles países sobrevive com aqueles escroques populistas e suas tiranias.