Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2012

Papyrou - o livro mais caro

Você sabe qual é o livro mais caro do mundo?
é A TAREFA (“Die Aufgabe”) do autor Tomas Alexander Hartmann

Valor: R$512.000.000,00 (isso mesmo... quinhentos e doze milhões!!)
Capa de couro e apenas com 13 páginas.  

A ‘obra’ custa esse preço pois responde às três questões fundamentais da humanidade: De onde viemos? Para onde vamos? Qual a missão real que estamos por realizar?

Desafio Literário - os medalhistas

No último encontro do ano o Clube de Poetas do Litoral apresentou os três finalistas do Desafio Literário.




Que americanização - por Deise D. Giannini / arte visual Fátima Queiroz

QUE AMERICANIZAÇÃO !

Já que não posso fazer um peeling, hoje fui fazer um cooper na praia e depois da ginástica com meu personal trainer, voltei à minha casa para o break-fast. Às 10 horas sentei-me em frente ao micro para passar um e-mail a uma amiga. (Ela também tem um site). Quis saber dela com quem posso fazer um percing.

Libertango

Libertango, ou: O Poema Debruçado Sobre um Corpo (Para ser lido ao som de “Libertango”, do compositor argentino Astor Piazzolla — um experimento sinestésico...)
Astor Piazzolla Astor Piazzola 2 Astor Piazzola3 Astor Piazzola4 Astor Piazzola5
poema de Ivan Pereira Santos Júnior 

Tênue - Edweine Loureiro

Atenção: Num definhar agonizante, O ribeirão nos avisa que, Se não cuidarmos antes, Ele não mais poderá A nossa sede saciar.
Edweine Loureiro

Cloaca - para Dércio Pignatari - por fátima queiroz

Soneto Cola Cola - por fátima queiroz

Vivo - poema Edweine Loureiro

Enquanto o pingar das horas
corrói o mundo ao meu redor,
respiro fundo e penso:
Poderia ser pior...


E, abrindo a janela,
deixo entrar o sol.



Edweine Loureiro

Chave-de-ouro - poema Alcides Buss

O apogeu ali esteve,
há mais de século,
e inspirou a arte e a vida.

Após os anos sombrios,
atava-se ao tempo a luz
e a roda movida por carvão
e o ouro negro
em novo patamar febril.

PRÊMIOS E MENÇÕES - Editora Costelas Felinas

Autores editados pela Ed. Costelas Felinas recebem prêmios e menções.
Confira cada um deles (poemas, apresentação) clicando em sabia mais de cada imagem








Cotiporã Cultural

Aladas ondas ao nada e Palavra são capa e contracapa do zine Cotiporã Cultural (RS) editado por  Adão Wons


Alameda de Amigos Mortos - poema de Emanuel Medeiros

ALAMEDA DE AMIGOS MORTOS

Por Emanuel Medeiros Vieira



Salvação - poema de Emanuel Medeiros

SALVAÇÃO

Por Emanuel Medeiros Vieira
O tempo é a espera de Deus que mendiga nosso amor”. (Simone Weil)

O tempo é uma nave sem governo, umas vezes avança, outras baloiça-se nas ondas oleosas.
O tempo é uma perpetuidade cansada; o chão que pisamos é feito de infinidade, o sol despenha-se do alto para que o recebamos, e não para medir a noite e o dia.
Cada livro é uma peregrinação
”. (Agustina Bessa Luís)

A Música da Antiguidade - por Ivan Pereira

história da música: A Música da Antiguidade (Parte I)





A música pré-histórica
         Quando nos debruçamos sobre a gênese da arte musical, somos convidados a empreender uma viagem no tempo, até divisarmos o horizonte da pré-história humana, além da qual nada existe, a não ser hipóteses, conjecturas, suposições acerca da vida, dos costumes e da tecnologia dos primeiros povos que habitaram a Terra. Sobre eles, pouco pode afirmar-se com segurança, dada a fragilidade dos testemunhos deixados, o que, se sob um aspecto, desmotiva inúmeros pesquisadores, de outra parte, seduz estudiosos a enveredar rumo à decifração desses dados.

A noite da guerra - poema de Clara Sznifer

 A noite da guerra

por Clara Sznifer




CPL - poema de Edite Capelo

 CPL - Clube de Poetas do Litoral  por Edite Capelo

Poema Adivinhção - Olímpio Coelho de Araújo

Quer ganhar este livro na faixa? É só acertar o que o poeta quer dizer neste poema Adivinhação Promoção válida até dia 27/11/2012.
Deixe sua resposta como comentário ou envie para o e-mail cplitoral@gmail.com que postaremos para você.
Boa Sorte! 

Veja a resposta

Poema Adivinhação - Thereza Ramalho Figueiredo

Quer ganhar este livro na faixa? É só acertar o que o poeta quer dizer neste poema Adivinhação Promoção válida até dia 27/11/2012.
Deixe sua resposta como comentário ou envie para o e-mail cplitoral@gmail.com que postaremos para você.
Boa Sorte! 


Acabou a promoção e vencedores são:



Poema Adivinhação - Vieira Vivo

Quer ganhar este livro na faixa? É só acertar o que o poeta quer dizer neste poema Adivinhação Promoção válida até dia 27/11/2012.
Deixe sua resposta como comentário ou envie para o e-mail cplitoral@gmail.com que postaremos para você.
Boa Sorte! 

Veja a resposta


Lançamento no ABC

Iracema M. Régis e Aristides Theodoro convidam você para uma manhã de autográfos em dose dupla.
São dois livros de poemas que não podem faltar em sua estante.


Quebra Cabeça Poético - Escobar Franelas

QUEBRA-CABEÇA POÉTICO
por Cláudia Brino


O poema Contemplação da Musa de Escobar Franelas quebrou a cabeça dos cepelsitas. Tente montá-lo usando as pistas abaixo, cada palavra tem até 3 dicas. (atente aos plurais e às conjugações).

O grupo Grená  e Rosa, na última reunião do CPL, acertaram  quatro palavras e você?

1 - especialmente próximo (no espaço)

1 – antônimo de acolá, lá 1 - neste ou a este luga
2 - forma esférica, alojado na órbita craniana dos vertebrados 2 - em inglês se escreve eyes 2 – sentido figurado: ficar em estado de atenção, cuidado, vigilância
3 -colocar algo algo no chão 3 -aterrissar 3- fixar os olhar em (por metáfora)
4 – dirigir os olhos para... (no gerúndio) 4 -  tomar conta, cuidar de
5 – etimologia: Do infinitivo latino fabulari. 5 - discorrer, conversar, contar         5 – conjugado no presente
6 - que se interrompeu temporária ou definitivamente; adiado, cancelado 6 - momentaneamente privado de suas funções, atividades ou cargo


O poema correto e completo está em http://www.reca…

Instituto Hilda Hilst - por Rosana Banharoli

“Fui apresentada a Hilda Hilst nos meados dos anos 80, em uma reportagem publicada no jornal Diário do Grande ABC. Soube, já ali, que seria uma relação para sempre. Compartilhei a sua obra com muitos pelo caminho, mas confesso: foi no mestre e, Claudio Willer, em sua generosidade literária onde mais me alimentei. Bebo nesta fonte.

Atlas - poema de Edweine Loureiro

Seguindo a leitura - poema de Batalhafam

Quebra Cabeça Poético

QUEBRA-CABEÇA POÉTICO
por Cláudia Brino

O poema Pesadelo de Rosana Banharoli foi utilizado no Desafio Literário 2 no encontro do CPLe foi com ele que o grupo Grená conseguiu dar uma rasteira no Grupo Rosa, pois conseguiram completar o poema todo com as pistas fornecidas.

Desafio Literário 2

No último encontro o grupo Grená passou o Grupo Rosa

No LudoPoesia os grupos tinham perguntas sobre o meio literário
e pistas para ajudar a completar o poema de Rosana Banharoli

GRUPO GRENÁ  -  430 pontos

GRUPO ROSA  -  310 pontos



frida kahlo - por Fátima Queiroz

Concurso - Artes Plásticas

Viavária - por Paulo Andrade

Viavária de Iacyr Andersom Freitas 
por Paulo Andrade



O leitor reconhece a filiação cabralina, no uso das quadras, no estilo descritivo e prosaico, na objetividade e rigor do corte, nas formas fixas e no ritmo, na intensa capacidade de reflexão e, sobretudo, na leitura crítica da realidade, questão que norteará a abordagem a seguir. O poema “Viavária”, que abre o livro homônimo, funciona como preâmbulo aos vários dramas históricos e individuais, encenados em nove séries, sobre os quais o poeta atravessa tempos e espaços para mostrar como o sistema de crenças, discursos e utopias, como a confiança no progresso, por exemplo, não passa de uma “ruína de erros”. Nesse jogo de olhar oblíquo para os eventos históricos, sua crítica insurge-se contra projetos desenvolvimentistas da modernidade burguesa.

Paz na Terra - poema de Edweine Loureiro

PAZ NA TERRA

Na Líbia, Tunísia e Egito, Ouvem-se os gritos Contra a opressão.
E as lágrimas Dos aflitos, Na Somália E no Japão.

Oficina com Israel Diniz - Fotografia

maiores informações
fatcurado@adv.oabsp.org.br

Acertou... Levou! - Ludimar Molina

Poema estilo
Adivinhação

Acerte o que Ludimar quer dizer e leve este livro na faixa
(promoção válida até dia 31/10/2012)


Nasço e cresço escondida,
mas fica de fora um sinal.
Jogam fora o meu verde.
Não sabem o que estão perdendo,
Isso muito bem estou vendo.
Não preciso de óculos, enfim.
Às vezes me amarram  à outras
que são iguaizinhas a mim.


veja a resposta

Acertou... Levou! Edite Capelo

poema estilo Adivinhação
Acerte o que Edite quer dizer e leve este livro na faixa
(promoção válida até dia 31/10/2012)

Há muito percorro o mundo
Sou desejado por todos
Seduzo com meu tilintar
Seduzo com meu farfalhar
Passo de mão em mão
Sou cruel, prorvoco guerras
Qantas mortes já causei...
Isto, até me arrepia!
Escravizam-se aos meus pés
Dia e noite, noite e dia
Dou sustento, alimento
Ninguém vive sem mim.
Quem sou eu?

Veja a resposta

Acertou ... Levou! - Clara Sznifer

poema estilo  Adivinhação
descubra o que Clara quer dizer e leve este livro na faixa
(promoção válida até dia 31/10/2012)


Fechado, pode ser pequeno ou não. Quanto mais o abrimos tanto mais se tira proveito De sua enorme dimensão; Mesmo em preto e branco Cores e formas se projetam  E a outros espaços nos levam... Frágil e mortal no que é visível Mas denso e perene no invisível... Vicia como droga quem dele se apossa.

Veja a resposta

Entrevista: Edson Bueno de Camargo

O autor do livro Cabalístico,  entre outros e vencedor de vários concursos literários é apresentado por Sérgio Simka em uma gostosa entrevista. Confira!

Portal Mauá e Região -

FotoPoesia - Jaime Ovalle

Poema traduzido por Manuel Bandeira 


Espelho - revista Cabeça Ativa

Varal do Brasil - Participe!

Estamos com as inscrições abertas para a edição de Natal e Ano Novo até o próximo dia dez de novembro. As inscrições para janeiro também já estão abertas e teremos como tema o Planeta Terra. Vamos nesta edição celebrar a vida, falar dos animais, do ser humano, de tudo o que envolve nosso amado Planeta! Peça o formulário ou pegue em nosso site e venha participar. Nosso blog também está aberto aos seus textos, convites, informações. Envie e divulgaremos! (Veja endereço abaixo) A revista de novembro/dezembro será divulgada na próxima semana.
Saiba também do "Concurso da orelha"

Desafio Literário 1

Dia 14/10 na reunião do CPL na biblioteca Mario Faria.

Desafio Literário 1
(LudoPoesia)
jogo criado por Cláudia Brino

Participantes:

Grupo Grená


Cida Micossi (que também tirou as fotos)
Deise Domingues Giannini
José Vieira de Almeida
Olímpio Coelho de Araújo
Valéria rodrigues Florenzano

Pontos: 165
Grupo Rosa

Edite R. Capelo
Kedma O'liver
Ludimar Gomes Molina
Thereza Ramalho Figueiredo
Vieira Vivo

Pontos: 180


Humor Cego causando em Aracaju

Capa e recorte do excelente e premiadíssimo jornal de artes e variedades "O Capital" de Ilma Fontes.

Correspondência e assinaturas:
Av. Ivo do Prado, 948 - Aracaju - SE



Associação Cultural José Marti

Compareça!




ANA AUSTIN -

SÉRIES 
SOMOS TANTAS
SOBRE(S)ALTO

ANA MARTA AUSTIN  -  
Artista visual e Arte-educadora

Ana Marta Austin é brasileira, pernambucana de Recife, e mora em Brasília há mais de trinta anos... É artista multimídia e tem na Gravura – Xilogravura – sua melhor expressão artística, mas transita pela Pintura experimentando as cores em manchas, texturas, luz e sombras; também pela Collage e Fotografia, em composições manuais e digitais. Assemblage, Instalações e Objetos também fazem parte de suas experimentações. Na Arte Postal, espalha-se pelo mundo mostrando sua cultura e seu amor pela Arte. Sua criação é livre, espontânea, isenta dos vícios acadêmicos. Seu tema, o feminino: cotidiano, comportamento, sentimentos, escolhas. Assume e evidencia as diferenças feminino/masculino e reafirma que na Arte a mulher não reapresenta apenas o que vê, mas expressa o que sente. Sua arte é dirigida a todos, mas, especialmente, à mulher!!!

ana.austin@gmail.com
HTTP://anamartaustin.blogspot.com http://www.facebook.com/

FOTOPOESIA - Clara Sznifer

FOTOPOESIA - Juarez Dias

Hamlet - CARTAZ EM CARTAZ

por Miro Antunes
HAMLET - de 1964, direção de Grigori Kosintsev. No cartaz, Innokenti Smoktunovski, que fez o papel-título. Este me impressionou mais do que o "HAMLET" realizado por Laurence Olivier, embora este tenha sido realizado bem antes, em 1948. Curiosidade: Este "HAMLET" soviético inaugurou o Clube de Cinema de São Vicente, cujo coordenador era Francisco Teixeira Rienzi e o presidente, Antônio Lima. Maurice Legeard e eu éramos conselheiros. A inauguração foi em 26 de outubro de 1968, no cine Rosário.