Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2017

POEMA - Clevane Pessoa

AFETO - Emanuel Medeiros Vieira

“Se não for pela poesia, como crer na eternidade?”           (Alphonsus de Guimaraens Filho) Sobra este afeto (a muralha que me resta). Sim, é este patrimônio que me cabe- sem valor contábil, o que amo, contra o ruído, o mal e a bofetada. Tribo perdida, só queremos saber de nós mesmos. Minha verdadeira cidadela é o território dos afetos. transformado estou: no guerreiro que não me  imaginava mais, exaurido: ainda assim combatente. Restaurado o menino que viu a regata: é esta matéria mnemônica que tento re-fundar  aqui,  papel em branco, nova manhã.
O latim do colégio ensinava que “recordar” vem de: “recordis”: tornar a passar pelo coração.  (A poesia perpetuará esta fugaz manhã, despistando a  morte?), vem, menino, sossega o coração na manhã azul,  me legitima na palavra escrita, eterniza  o  poema para os que vierem depois: é minha oferenda (o sentido desta peregrinação).

AGENDA CULTURAL “INCONFIDENTE MINEIRO” Por : Pettersen Filho

Casa voltada à Cultura, espaço garantido para músicos, artistas e poetas, o Bar & Restaurante Inconfidente Mineiro, localizado na Região da Pampulha, em Belo Horizonte, divulga a sua Programação Musical para essa Semana, prevendo, no novo Projeto “TODA QUARTA FEIRA CANJA LIVRE” a apresentação do Cantor Claudio Framone, dia 28/06, (http://www.abdic.org.br/index.php/home-10/1751-dia-28-06-projeto-toda-quarta-feira-canja-livre-com-claudio-framone ), seguida pelo já consagrado Projeto “Quintas & Sextas – Um Banquinho & Um Violão”, na Quinta Feira, 29/06 Naurílio Marks, das 20:00 as 23:00 hs e na Sexta Feira, 30/06 Jota Vieira, mesmo horário. http://www.abdic.org.br/index.php/1752-agenda-cultural-inconfidente-mineiro

MENINA BRANCA DE NEVE ** EMANUEL MEDEIROS VIEIRA

MENINA BRANCA DE NEVE (Modesta paráfrase de um grande poeta)

Para Clarice e seus irmãos Lucas, Américo e Maurício “Quando você for se embora/moça branca como a neve/ me leve/ Se acaso você/não possa me carregar pela mão/menina branca de neve/ me leve no coração”. (...) (FERREIRA GULLAR, “CANTIGA PARA NÃO MORRER”) E quando eu ainda estiver aqui, andaremos de mãos dadas Mais tarde você me olhará com ternura e dará as mãos para mim Pernas? Já não me acompanham Então, menina branca de neve, me carregue pelas mãos E quando eu for embora, olhe para uma estrela – pense que eu seja ela –e me leve no seu coração.

POEMA - Clevane Pessoa

Partir é necessário, algumas vezes para experenciar o novo, mas regressar é melhoro do que partir

“TODA QUARTA FEIRA CANJA LIVRE”

Casa voltada à Cultura, espaço garantido para músicos, artistas e poetas, o Bar & Restaurante Inconfidente Mineiro, localizado na Região da Pampulha, em Belo Horizonte, divulga a sua Programação Musical para essa Semana, prevendo, no novo Projeto “TODA QUARTA FEIRA CANJA LIVRE” a apresentação do Cantor Claudio Framone, dia 28/06, (http://www.abdic.org.br/index.php/home-10/1751-dia-28-06-projeto-toda-quarta-feira-canja-livre-com-claudio-framone ), seguida pelo já consagrado Projeto “Quintas & Sextas – Um Banquinho & Um Violão”, na Quinta Feira, 29/06 Naurílio Marks, das 20:00 as 23:00 hs e na Sexta Feira, 30/06 Jota Vieira, mesmo horário. http://www.abdic.org.br/index.php/1752-agenda-cultural-inconfidente-mineiro

Memória e Linguagem ** Emanuel Medeiros Vieira

Quero falar da memória não como algo mecânico, mas como base de toda a identidade. Memória como instrumento de justiça e de misericórdia. Não por acaso, na mitologia grega, Mnemosina, a memória, é a mãe das Musas, ou seja, de todas as artes, do que dá forma e sentido à vida. Sim, ela protege a vida do nada e do esquecimento. A literatura não deixa de ser (também) um instrumento de transfiguração de um momento (eternizar a memória). Uma busca de perenizar o instante para convertê-lo em sempre. O ato da lembrança é ao mesmo tempo caridade e justiça para as vítimas do mal e do esquecimento. Muitas vezes, indivíduos e povos desapareceram no silêncio e na escuridão. Muitos devem se lembrar das ditaduras que, apagando as fotografias dos banidos querem, em verdade, apagar a sua memória. A memória é resistência a um tipo de violência: àquela infligida às vítimas do esquecimento. A memória é o fundamento de toda identidade, individual e coletiva. Guardiã e testemunha, a memória é ta…

SOBRE RUEDA - Rreynaldo Armesto Oliva

No es posible definir la imagen que siempre dejas cuando llegas y te alejas sin poderte descubrir. Reclamar es un decir censurable mientras pueda, del pasado que nos queda recordar con desconsuelo a la tierra fértil suelo un cortejo sobre rueda.
REYNALDO  ARMESTO  OLIVA  . CUBA . IWA

TÉCNICAS E ESTRATÉGIAS DE LEITURA DINÂMICA - Reginaldo Onofre

Venha fazer o curso de Leitura Dinâmica, e aprenda várias Técnicas que irão ajuda-la a ler muito mais rápido. "Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever - inclusive a sua própria história." BILL GATES
indicação de Mahelen Madureira

PÁTRIA AMARGA - Emanuel Medeiros Vieira / ilustração Cláudio Feldman

(Prosa Poética Panfletária) “O amor que não dá certo está sempre por perto(Cacaso – 1944-1987)

Pátria: também amada  meu bom Deus: O Senhor perdeu o passaporte brasileiro? não vou me queixar – tudo está secando ao nosso redor:  lágrimas,  esperanças, projetos deveria falar de outro jeito? “Berço esplêndido”. esplêndido?  Colônia, Império às, repúblicas (Velha e Nova)  assaltos  ao Poder,  golpe militar duradouro  – foi-se toda uma geração que sonhava e muitomais –  governos civis, Nova República,  constituintes que não se cumpriram  trapaças, saques, traições,  consensos, jogadas na calada da noite não  contamos – somos de pouca valia carrego frases feitas, platitudes e lugares-comuns “Dos filhos deste solo és mãe gentil” – certa mãe deixou-nos órfãos? a  gentileza não está nos rostos –  estresse diário, caudaloso rio de notícias vis “Florão da América” – que deveria ser nosso “Filhos teus não fogem à luta” Bate-nos um fundo cansaço – como um raio pal…

1 ANO DOS CÍRCULOS DE LEITURA

No dia 14 de junho de 2016 foi realizado o primeiro encontro organizado pela acadêmica Begma Tavares Barbosa, reunindo pessoas interessadas na leitura literária, na formação de leitores literários na escola e na troca de experiências sobre práticas de leitura.

Para comemorar um ano dos nossos Círculos de Leitura, e no clima da exposição Oxente, vamos nos reunir para conversar sobre autores nordestinos.

A Academia Leopoldinense de Letras e Artes convida para uma confraternização literária. Os participantes habituais já escolheram seus autores prediletos, ​  conforme convite acima. Escolha também um autor do nordeste que lhe agrade e venha participar do encontro especial que será realizado no próximo dia 1 de julho, das 10 às 12 horas, na Casa de Leitura Lya Maria Müller Botelho.
P ​or oportuno, encaminhamos em anexo o convite para o lançamento do livro Conto de um amor intermitente, de Daniella Guimarães de Araújo.
Agradecemos pela divulgação que puder fazer.
​ Atenciosas Saudações,Nilza …

Autores Costelas Felinas - livros artesanais

*********************************************************
Autores Costelas Felinas
Livros artesanais editados em pequenas tiragens de forma descontraída e criativa, vem se tornando importante ferramenta para a movimentação literária.
Conheça abaixo os nomes de amigos escritores e poetas  que somaram juntos 317 títulos com mais de 20.000 exemplares lançados pela Costelas Felinas 
A.R. SerraAdriana PavaniAdriane  Lima & Orlando Bona FilhoAdriano DornelasAfonso Mendes AntunesÁlvaro Luiz CardosoAmilton da Costa – ColibriAna Helena LopesAna Nery MachadoAndré Rocha de MirandaAnéris PaesAnita MatosAri MascarenhasAristides TheodoroBenedita AzevedoCarla de Sá MoraesCarlos AbreuCarlos Alberto FioreCarlos GamaCelsa PaixãoCida MicossiClara SzniferCláudia BrinoCláudio BentoCláudio FeldmanCris DakinisCynira Antunes de MouraDaisy MeloDartagnan HolandaDeise Domingues GianniniDemétrio SenaDenise GanançaDenivaldo PiaiaDjalda Winter SantosDyego CortezEdite R. CapeloEdson Amaro da SilvaEdu LimaEduardo Ra…

COSTURANDO IDEIAS EM CUBATÃO - venha aprender com a gente a arte da encadernação japonesa

******************************************************************************************* A Prefeitura Municipal de Cubatão através da Secretaria de Cultura convida a Editora Costelas Felinas para mediar a Oficina de Editoração/Encadernação de Livros, a ser realizada no dia 23 de junho (sexta-feira), das 10 às 12 horas, na UME Padre José de Anchieta, e das 14 às 16 horas, na UME Bernardo José Maria de Lorena. O 1º Curiango - Festival de Literatura de Cubatão é o evento da Prefeitura através da Secretaria da Cultura que tem como objetivo específico a criação de uma ampla programação gratuita a fim de difundir hábitos de leitura, intercâmbio cultural e produção literária em diferentes regiões da Cidade. De caráter de mostra, o evento é um desdobramento da Semana Afonso Schmidt, conforme Lei Municipal 833/1970, justificada pela relevância das obras do autor cubatense. Por tal razão, o festival a ser realizado inicialmente entre os dias 19 e 29 de junho, referencia em seu nome o título hom…

A DOR DA BOEMIA - Raniery Dantas de Abrantes

postagem enviada pelo autor

NOTURNO - João Alberto de Faria e Araújo

João Alberto de Faria e Araújo  informa que acaba de publicar seu novo livro: "Noturno". 
A magia da noite na força poética das aldravias.Para conhecer e comprar clique: https://www.flipsnack.com/968B8AFEFB5/noturno.html

BATMAN - Teresinka Pereira

BATMAN (Adam West, 1928-2017)
Foi nossa grande ilusão da infância que se prolongou até ao sentir-nos cair as asas que o morcego abrigava sobre o homem. Se os outros nos abandonavam o Batman chegava e em nossa imaginação brilhava sua coragem, como se o triunfo estivesse ali na esquina... Agora a imagem se foi,  com o sonho e esta louca idéia de que tudo na injustiça pode se mudar de tom. As asas do Batman eram falsas e voltaram para o pobre animal escondido no sótão.            Teresinka Pereira
...............................

BATMAN 1928-2017 He was our great illusion of childhood that lasted until we had the feeling that the bat's wings which  protected the man, fell down. If the others, abandoned us in trouble, we could count on Batman, and in our imagination, triumph was right at the corner. Now his image is gone and also this crazy idea that all injustice can be changed into justice. Batman's wings were fake and returned to the poor animal hidden in the attic. Teresinka Pereira ................

CONSELHO DE ÉTICA – ÉTICA? (E Fragmentos do Cotidiano Brasileiro) - Emanuel Medeiros Vieira

Neste Conselho funesto/Feito por gente caquética,/Só pode ser indigesto/Sinceramente sem ética” (AL)
O assunto passou em branco. No meio de fome de poder e corrupção, há algum tempo foi instalado o Conselho de Ética do Senado. O referido Conselho aprecia e julga denúncias por quebra de decoro parlamentar. Quem está lá? Romero Jucá (RR)  investigado na Lava-Jato, com oito inquéritos no STF. Além de Eduardo Braga (AM), Flexa Ribeiro (PA), Eduardo Amorim (SE) e Jader Barbalho (PA), todos investigados no STF. Todos no Conselho de Ética. É brincadeira? Não. É uma espécie de metáfora do Brasil de hoje. Não é preciso escrever mais nada.
IMPEACHMENT “A Câmara dos Deputados não pode continuar agindo com cinismo, como se nada estivesse acontecendo no país. O presidente da Câmara dos Deputados deve satisfação à população e, por isso, precisa pautar com urgência a análise dos pedidos de impeachment” (do presidente da República). São palavras do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Cláudio L…

“INCONFIDENTE MINEIRO” : AGENDA CULTURAL DA SEMANA... - Pettersen Filho

Casa voltada à Cultura, espaço garantido para músicos, artistas e poetas, o Bar & Restaurante Inconfidente Mineiro, localizado na Região da Pampulha, em Belo Horizonte, divulga a sua Programação Musical para essa Semana, prevendo no Projeto “Quintas & Sextas – Um Banquinho & Um Violão”, na Quinta Feira, 22/06 Jota Vieira, das 20:00 as 23:00 hs. Já na Sexta Feira, 23/06, mesmo horário, está prevista, no Projeto “Quintas & Sextas – Um Banquinho & Um Violão”, a apresentação de Maurílio Marks. No Sábado, dia, 24/06, das 20:00 as 23:00 hs, é a vez do Projeto “MPB Ainda Que a Tardinha”, também com Jota Vieira.
Semana atribulada, que promete ser um sucesso, as apresentações com Musica envolvem couvert artístico de R$3,00 por pessoa e reservas podem ser feitas pelo tel/zap (31) 996650965. O Bar & Restaurante fica à Av. Deputado Anuar Menhem, 1075 – Santa Amélia, e mais informações podem ser adquiridas no site www.inconfidentemineiro.com.br Obs: O Bar & Restaurante funci…

DE BORBOLETA A LAGARTA Por : Percival Puggina

A transformação da lagarta em borboleta é de exemplar riqueza poética e estética. A lagarta é feia, a borboleta bonita; a lagarta se arrasta sobre o próprio ventre, a borboleta adeja livre; a lagarta se esconde, a borboleta domina o cenário com sua irrequieta presença. Mas a lagarta e a borboleta não têm escolha. Aquela não pode deixar de evoluir; esta não pode regredir. Se fosse dado as borboletas reverter seu destino, as que fizessem isso cumpririam um script corrupto, sombrio, insano.           Homem e mulher nascem como obras-primas do Criador, mas têm a faculdade de eleger para si mesmos o destino das lagartas. E creio que nunca como nestes tempos tais escolhas se fizeram de modo tão radical; jamais, para inteiro descrédito da borboleta, se exaltou tanto a lagarta que existe em nós!
          Comecei estas linhas relendo uma crônica com o mesmo título, escrita há 20 anos. Pretendia escrever, de novo, sobre os males da droga, que encontra defensores de sua liberação, que é propagand…

Clube Do Ipê Amarelo – Um Projeto De Leitura Em Homenagem Ao Escritor Rubem Alves

Ler é um ato solitário, mas o resultado da leitura, as provocações, inovações, o caos e o cosmos que ela ocasiona em nós, não. Aquilo que a leitura nos causa pode e deve ser compartilhado. Foi pensando nisso que o Instituto Rubem Alves criou o “Clube do Ipê Amarelo”. O serviço oferece ao público livros e autores que fizeram parte da formação intelectual de Rubem Alves atrelando praticidade, agilidade e conforto para que os assinantes tenham uma vivência de leitura diferenciada. O objetivo do Clube Ipê Amarelo é oferecer por mês, um livro de autores e temas variados (tendo como referência o acervo pessoal de Rubem Alves), uma crônica de Rubem Alves e um item colecionável, tudo isso ligado a um sistema de doação coletiva de livros infantis. O Clube segue as estações do ano, recomendando leituras e oferecendo itens colecionáveis para primavera, verão, outono e inverno. Ainda, o clube de assinaturas assume um papel de responsabilidade social: a cada 10 associados o Instituto Rubem Alves irá…

CANÇÕES PROFANAS DO SÉCULO XIII AO XVI

O Coral Municipal do Guarujá e o grupo Rinascita de Cubatão se juntam para apresentar uma variedade de canções renascentistas europeias que vão desde o século XIII até meados do século XVI. Do repertório fazem parte compositores que ficaram famosos no período, como Juan del Encina, Josquin Desprez e John Dowland. As canções, todas consideradas seculares por não fazerem parte das músicas sacras ou religiosas da época, têm como temas os festejos, a saudação das mudanças de estações, intrigas, picardias e é claro, o amor. Participação especial da soprano Adriana Bernardes. ENTRADA: 1 kg de alimento não perecível
Teatro Municipal Procópio Ferreira - Guarujá
Avenida Dom Pedro I, 305,
dia 20/06 - 20 horas
indicação Patrícia Nascimento

ESCRITOS - Paulo Sérgio Barros

LANÇAMENTO JUNHO 
autor Paulo Sérgio Barros 
ESCRITOS - poesia
(costelas felinas). - capa dura -

Leia o poema da página 59.

REFLEXO
Somos tão diferentemente iguais
Queremos pouco, mas sempre mais
Estúpidos vilões do bem
A boicotar nossa simplicidade
A procurar naquilo que já se tem
Só pra inflar nossa pobre vaidade
Deveríamos liberar mais os loucos
Beber dessa essência infantil
Seremos muitos e não poucos
Aprendendo com o que só o cego viu
Se te vejo a me olhar
É como me vejo no reflexo
Por vezes livre a viajar
Por ora parado, sem nexo

adquira com o autor
PAULO.BARROS@corsan.com.br 

SAFRA VELHA DE CLÁUDIA BRINO recebe indicação do International Poetry News

É com alegria e surpresa que acabo de receber de Giovani Campisi a notícia de que o livro Safra Velha de Cláudia Brino (Costelas Felinas) é um dos livros indicados para concorrer ao Prêmio Nobel de Literatura 2018.

Indicado pelo jornal International Poetry News entre 25 títulos de autores internacionais encaminhados ao Comitê Organizador do Prêmio Nobel de Literatura - 2018
A indicação foi feita pela Direzione Editoriale / Edizioni Universum

clique na imagem e veja a IPN  INDICAÇÃO NO - INTERNATIONAL POETRY NEWS


Este livro não é vendido em livrarias e se movimenta à margem da grande mídia. Adquirindo a versão impressa você receberá dedicatória especial tendo o seu nome impresso no livro.

VOCÊ ESTÁ CONVIDADO AO LANÇAMENTO DO FILME "Como É Bom Ser Bom"

Tu, que vês tudo pelo coração, Que perdoas e esqueces facilmente, E és, para todos, sempre complacente, Bendito sejas, venturoso irmão."
(Martins Fontes)
VOCÊ ESTÁ CONVIDADO AO LANÇAMENTO DESTE FILME DE CARLOS OLIVEIRA! 
Tenho a honra de assinar a Direção de Arte desse que já é um dos trabalhos mais significativos que tive o prazer de realizar com esta equipe incrível! Cada diária, um aprendizado para a carreira e para a vida!
Em um mundo de crises e reviravoltas, uma mensagem de bondade e benevolência é mais do que necessária à poesia dos dias. Vale a pena sim fazer o BEM!
"Como É Bom Ser Bom" 
Serviço: Quando? 23/06/2017 A que horas? 19h Onde? Sociedade Portuguesa de Beneficência de Santos - Salão Nobre 
Entrada: Alimento não-perecível, Produto de Limpeza, Cordas de Violão ou Violão Usado em prol da Associação Esculpir.
Leia mais em:
http://www.atribuna.com.br/noticias/noticias-detalhe/cultura/filme-e-exposicao-homenageiam-poeta-e-medico-martins-fontes/cHash=7ef39b38cafbcfd57922eb31…