Pular para o conteúdo principal

" Grande Entrevista ao Visconde de Dom "Mi-Burro". Divulgação internacional e direta do Portal CEN - "Cá Estamos Nós" carlos leite ribeiro

GRANDE ENTREVISTA ao VISCONDE DE DOM  "MI-BURRO"


“Visconde de Don Mi-Burro” – Correspondente Internacional do Portal CEN – “Cá Estamos Nós” -;- Secretário-geral da Academia “TóKandar” -;- Colaborador efetivo de “Brincar sem Abusar” -;- Locutor da Rádio Criativa -;- Amigo de todos os amigos e amigo do boss Carlos -;- Organizador do “Clube de Fãs de “Don Mi-Burro -;- Um doce para as senhoras e um amargo para os homens”.
Grande Entrevista ao Visconde de Don “Mi-Burro - Mónica Silveira de Fortaleza CE

Amigos e Queridíssimas Amiguinhas,
Há quanto tempo que não tenho o prazer do contactar como vocês ?!... Que saudades que eu já sentia da vossa companhia, da vossa amizade e gentileza !
Mas vocês já conhecem o Boss Carlos, que apesar de ser um grande amigo meu, não consegue disfarçar o ciúme que tem deste pobre Burro. Na tentativa de evitar que eu estivesse presente no IIIº Encontro do Portal CEN – “Cá Estamos Nós”, inventou para mim um trabalho jornalístico numa das ilhas mais remotas das Fiji. Assim, estou prá qui há meses a observar as esponjas, caranguejos, lagostas, tainhas e tudo mais, incluindo os corais. Que triste vida de Burro…
O Boss Carlos, pouco tem contactado comigo, só me tem mandado de vez em quando, um fardo de palha seca; como sabem, eu gasto um fardo de palhas aos cem quilómetros, sem poluição atmosférica, a não ser uma certa matéria que certos escaravelhos aproveitam. E isto acontece pois o Boss, além de não me pagar há anos, não me manda fraldas descartáveis. Justiça seja feita, a minha querida amiga Beatriz, sempre que não está de mau-feitio, também me manda uns queijos de cabra feitos pelas suas prodigiosas mãozinhas.
Imaginem só a pobre vida deste vosso extremoso amigo Burro, por natureza e convicção.
Quero agradecer à minha queridíssima amiga Mónica Silveira a gentileza de me ter feito esta grande e importante entrevista

Entrevista televisiva concedida à ilustre Jornalista Mónica Silveira



Mónica: - Nome completo, amigo Visconde de Don “Mi-Burro”?
Burro: - Minha mãe (a burra malhada) chamava-me Burro; meu pai (o burro castanho) me chamava Mi-Burro; o Boss Carlos deu-me o título de nobilíssimo de Visconde. Portanto, em meu passaporte tenho o nome Visconde de Don Mi-Burro.
Mónica: - Data do seu nascimento (o ano é facultativo) ?
Burro: - Nasci numa sexta-feira do século XX.
Mónica: - Onde mora ? (cidade, distrito (ou estado), país (fale do local onde mora: seus monumentos, seus museus, suas praças e jardins, sua história, etc.)
- Considero-me um burro cidadão do mundo. Aonde estou, pasto e armo minha tenda de campismo - é a minha terra. Tanto pode ser debaixo de uma ponte, num jardim público ou particular ou mesmo nas escadarias de um monumento.
Mónica: - Sua ocupação profissional ?
Burro: - Jornalista, escritor e viajante pelo mundo (dos burros e de outros)
Mónica: - Sua obra Literária ?
Burro: - É muito vasta e valiosa. "A Arte de ser Burro"; "A Importância dos Burros no Mundo"; "Orgulho das Burrices" e "Orgulho de Burro". Todas as obras prefaciadas por von Trina (um enorme burro).
Mónica: - Tem Home Page ?
Burro: - Ainda não tenho pois a minha querida amiga Beatriz ainda não teve tempo de me fazer uma.
Mónica: - Autores e livros preferidos ? :
Burro: - Sou um leitor compulsivo  incluindo as bulas de medicamentos.
Mónica: - Música e autores preferidos ?
Burro: - Os sons da natureza, sem palavrões desnecessários.
Mónica: - O filme comercial que mais gostou ?
Burro: - Até ao fim serás Burro.
Mónica: - Sua melhor qualidade ? :
Burro: - A minha elegância e boniteza.
Mónica: - E seu maior defeito ? :
Burro: - Não tenho, pois sou um burro perfeito.
Mónica: - Seus passatempos preferidos ? :
Burro: - Chatear todos os Burros e Burras.
Mónica: - Quando o burro era criança ... ? :
Burro: - Era um burro pequeno e sonhava de um dia ter a suprema honra de puxar uma carruagem real.
Mónica: Como se autodefine ? :
Burro: - Liberal e amante da liberdade. Além de gostar demais de Burras.
Mónica: - Como vai de amores ? :
Burro: - Junto às minhas enumeras fãs, embora com dificuldade de escolha, sinto-me feliz. Entre as Burras, entre as Burras (infinitamente …).
Mónica: - - Qual a característica que mais aprecia em si ?
Burro: - Saber apresentar-me como um burro bem decente e educado.
Mónica: - E nos outros ?
Burro: - O respeito que têm para comigo.
Mónica: - Qual foi o maior desafio que aceitou até hoje ?
Burro: - Ter aceitado trabalhar para o Boss Carlos. Do mesmo se queixa a minha querida amiga, Beatriz.
Mónica: - - Que género de filme daria sua vida ?
Burro: - Um incorrigível playboy
Mónica: - - O arrependimento mata ?
Burro: - Nunca me arrependi das minhas boas ações, nem das más.
Mónica: - De que mais se orgulha ?
Burro: - De ser um grande burro.
Mónica: - Qual a personagem que mais admira ?
Burro: - O meu Boss Carlos e a minha particular amiga, Beatriz..
Mónica: - Uma imagem do passado que não quer esquecer no futuro ?
Burro: - O dia em que conheci o Boss Carlos perdido na Serra dos Candeeiros e Aires (Portugal) e, ter que o transportar às costas até uma estrada onde apanhou boleia (corona) para poder regressar a casa.
Mónica: - A cultura será uma botija de oxigénio ?
Burro: - Como gosto de ar puro, considero que o oxigénio é um reservatório da cultura. Sem oxigénio, a cultura não poderá respirar e assim morre asfixiada.
Mónica: - Qual o cúmulo da beleza?
Burro: - De todas as minhas inúmeras fãs.
Mónica: - E da fealdade ?
Burro: - Quem não gosta nem aprecia as obras cá do Burro.
Mónica: - Que vício gostaria de não ter ?
Burro: - De ter os olhos só voltados para as belas …Burras.
Mónica: - Seu prato preferido ?
Burro: - Palha seca e suculenta. Também aprecio favas secas e frutas.
Mónica: - E a bebida preferida ?
Burro: - Batido de H2o; na alternativa um bom whisky genuinamente scots.
Mónica: - As piadas às louras são injustas ?
Burro: - Completamente injustas, como são às morenas e moreninhas. Ninguém deve esquecer que, apesar de todos os defeitos de fabrico conhecidos, a mulher é das mais perfeitas obras-prima que Deus concedeu e as entregou ao homem, embora elas ficassem com livre arbítrio.
Mónica: - - O dia começa bem se ... ?
Burro: - Se ninguém me chatear e tenha que com coices.
Mónica: - - Que influência tem em si a queda da folha e a chegada do frio ?
Burro: - Menos alimentos e pelo arrepiado.
Mónica: - Que livro anda a ler ?
Burro: - A bela IIIª Antologia do Portal CEN.
Mónica: - Acredita em fantasmas ou em “almas do outro mundo” ?
Burro: - Sou muito sensível a esse assunto que não são para serem discutidos por Burros ou seus similares.
Mónica: - O Imaginário será um sonho da realidade ?
Burro: - Como ando sempre a sonhar o meu imaginário funciona sempre.

Assim falámos de
Visconde de Don Mi-Burro
da Ilustre Casa de Eqqus Asinos

** enviado por carlos leite ribeiro

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI - que trará uma Homenagem ao poeta e professor Pedro Lyra – 
(será o 41º livro editado pela PoeArt Editora- DESDE 2006 COM VOCÊ!) (Prazo: ATÉ 30 de abril de 2017)
(somente pela INTERNET)


   A PoeArt Editora de Volta Redonda RJ, institui o livro VII Coletânea Século XXI  (depois das bem sucedidas Antologias Poéticas de Diversos Autores, Vozes de Aço da I a XVIII, depois do sucesso da I a VI Coletânea Século XXI, do livro Cardápio Poético, 1ª e 2ª edição, I a III Coletânea Viagem pela Escrita. Dentre os já homenageados por suas contribuições literário-culturais em nossos livros, estão: Adahir Gonçalves Barbosa, Alan Carlos Rocha, Álvaro Alves de Faria, Astrid Cabral, Clevane Pessoa, Flávia Savary, Flora Figueiredo, Gilberto Mendonça Teles, Maria Braga Horta (in memoriam), Maria José Bulhões Maldonado, Mauro Mota, Olga Savary, Oscar Niemeyer, Pedro Albeirice da Rocha e Pedro Viana.


SEM TAXA DE INSCRIÇÃO: (AT…

SAFRA VELHA DE CLÁUDIA BRINO recebe indicação do International Poetry News

É com alegria e surpresa que acabo de receber de Giovani Campisi a notícia de que o livro Safra Velha de Cláudia Brino (Costelas Felinas) é um dos livros indicados para concorrer ao Prêmio Nobel de Literatura 2018.

Indicado pelo jornal International Poetry News entre 25 títulos de autores internacionais encaminhados ao Comitê Organizador do Prêmio Nobel de Literatura - 2018
A indicação foi feita pela Direzione Editoriale / Edizioni Universum

clique na imagem e veja a IPN  INDICAÇÃO NO - INTERNATIONAL POETRY NEWS


Este livro não é vendido em livrarias e se movimenta à margem da grande mídia. Adquirindo a versão impressa você receberá dedicatória especial tendo o seu nome impresso no livro.