CERRADO DESTERRO de Emanuel Medeiros Vieira

382 páginas 

“Cerrado Desterro” é um livro visceral. É uma viagem que ele faz no tempo, registrando as passagens mais significativas de sua existência.
No fundo, o livro não deixa de ser uma grande ode à vida, ou, se preferirem, uma grande epopeia, porque canta epicamente os bons e os maus bocados que lhe couberam como herança do destino.
O seu relato tocou-me profundamente, escrito com o silício da mortificação que dignifica os homens de fibra! Os destemidos!
Eu sei que o desalento nunca foi sua praia. Por isso, segue altivamente dando seu recado. Além do mais, continua sendo o grande humanista que sempre foi, e que a posteridade ainda lhe reserve muitos anos de vida para que ela seja testemunha das muitas e inolvidáveis alegrias e exemplos de sabedoria que, certamente, nos proporcionará.
Embora rodeada de abismos, a alma de Emanuel é imensurável, porque portadora de vida vivificada. Parabéns”

Silvério da Costa
 
 ***********

“Tua vida jamais passaria em vão. O que tu compartilhas é o vão de onde tu te levantaste com a tua alma dolorida que viria curar dores e as feridas.
Hoje te tenho tão perto de mim, sorvendo a verdade com que imprimes a literal altura que já conquistaste em meio à liberdade.
Estás tão alto, mas ainda assim, consegues apanhar-me do chão e fazer-me voar de mãos dadas. Tenho, também, te sentido perto de mim.
O que mais me enobrece é que estás perto de mim oferecendo o teu melhor, tua vida esmerada, bela, farta.
Regozijo-me com tua firmeza de caráter.
Emanuel, amigo, sigo os teus passos.”

Simone Guimarães

************************

No livro encontram-se belíssimas narrativas escritas por Emanuel além de depoimentos de escritores, músicos e editores de jornais, entre eles: Simone Guimarães, Ilma Fontes, Raimundo Tadeu Corrêa, Cláudia Brino, Flávio Aguiar....

adquira o livro diretamente com o autor: metonia55@hotmail.com


Comentários

Anônimo disse…
Muito interessante este livro, bom mesmo.. tive o prazer de adquiri-lo ano passado.
parabéns ao autor e feliz em encontrar este texto aqui no blog.

Anderson Freitas Barreto
Simone disse…
O "Cerro" como eu gosto de chama´-lo, é talvez de nossa alta literatura um dos grandes tratados sobre a vida. A vida que se desperta a razão sublime de existir. A vida que é una, porém coletiva e sagrada escritura. Uma história sem fim por todos contada.
O que traça em definitivo o caráter coletivo da obra de Emanuel,não vem apenas de sua luta ideológica , de seu engajamento político, como mais vem de sua profunda sensibilidade.Conseguir traçar um quadro literário do quilate de CERRADO DESTERRO, ao invite do sofrimento no leito de um hospital, com todas as agruras que isso implicou a ele e por ele relatadas de forma doce e viril, sem dúvida é uma aposta sem fim no amor `a escritura.
Outrossim, sua delicadeza ao transforma a leitura ,quase num brinquedo orelhas frasais, sopé e abas,indicatícios forte da felicidade que tem em navegar por esse caminho.
amo Emanuel e tento seguí-lo.
Simone Guimaraes
Emanuel Medeiros Vieira, além de um grande amigo e escritor de alto calibre é também uma pessoa de uma sensibilidade enorme. Em mais este livro exemplar, nos enriquece com sua história e experiência de vida. Muitas abordagens que nos remete à sua terra natal e ao nosso cerradão, onde tramitam grandes temas nacionais.
Meus sinceros elogios e cumprimentos ao amigo, Zé Eduardo (parabéns)