Vozes - Cláudia Brino

Evidentemente, sua poética ímpar não se configura motivo de surpresa,  mas sim, o eu-lírico ao assumir diversas falas ao longo dos versos, sustentando a voz de muitos, aliás, de todos: VOZES...

Este não é um livro de poesia melódica. A harmonia dos versos encontra-se nos tons graves, demarcados. O tempo é um pêndulo oscilante, permeando o ir e vir das personagens que convergem todas à autora, sujeitos que retornam à origem, verbo / fala / voz __ ao princípio de tudo. Continua...


Vozes estará na FLIParanapiacaba

Comentários