Pular para o conteúdo principal

O CARACOL - Giovanni Campisi

O CARACOL 
em português e italiano

A chuva persistente
Nos últimos dias
Tinha despejado
A partir dos seus abrigos
Os caracóis
Que tinham repovoado
As culturas exterminadas
De milho e lavanda.


Estávamos cruzando
O campo de milho
E tu me indicaste o caracol
Andar para a frente lentamente.
Paramos.
Querias acariciá-la.
Mas ela parou
E retirou-se para a concha
Para se proteger.

Beijaste a concha.
A colocaste delicadamente
Ao solo
E continuamos
O nosso caminho.

© Giovanni Campisi

LA CHIOCCIOLA

La pioggia insistente
Degli ultimi giorni
Aveva fatto uscire
Dai loro rifugi
Le chiocciole
Che avevano ripopolato
Le colture sterminate
Di granoturco e lavanda.

Stavamo attraversando
Il campo di mais
E tu mi indicasti la chiocciola
Camminare innanzi lenta.
Ci fermammo.
Volevi accarezzarla.
Ma lei si fermò
E si ritrasse nel guscio
Per proteggersi.

Baciasti il guscio.
La riponesti delicatamente
Per terra
E proseguimmo
Il nostro cammino.

© Giovanni Campisi

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.