Roberto de Queiroz: Palinódia




O ônibus fazia uma curva e, de repente, o motorista pisou no freio. A causa da súbita freada foi o excesso de velocidade. A curva era acentuada e, para fazê-la, era preciso reduzir a velocidade antes da placa indicadora, cuja marca era de 20 Km/h. Mas acredito que o motorista passou desatento a tal indicação, pois o ônibus ia a aproximadamente 60 Km/h.

Era inverno. E, por causa da chuva, que aterrissara sobre a pista durante toda a noite, havia uma camada fina, gosmenta, de barro vermelho sobre a face direita da curva em questão. Por baixo dessa camada de barro, havia a construção original da pista, que se compunha de uma mistura não homogênea de brita e piche.  continua

Comentários