12º CURTA SANTOS

Leitor! Bom te encontrar novamente por estas paragens. Venha comigo novamente pelas jornadas e sendas desta minha coluna no blog do Curta Santos, que desta vez assumirá ares de diversidade.

Continuo eu com a minha missão de direcionar olhares para curtas-metragens por entre os meus textos, mas dessa vez, meus artigos aproveitarão os diálogos que o próprio Curta Santos oferece em seu formato 2014 para estabelecer aqui um espaço de troca, de conversa entre artes. Algo em que eu realmente acredito, posto que evoca com mais propriedade os seus propósitos aquele que se permite o diálogo, a escuta do outro, o aprendizado-ensinamento. Aos que não se dispõem, minhas condolências por este ar viciado que respiram.

Então, prepare-se para encontrar por aqui um pouco de literatura, de artes visuais, de teatro, de fotografia, de música, enfim, de tudo com o que se possa dialogar, tentando ir além do discurso cinematográfico pronto e partindo para a origem de tudo. Afinal, a sétima arte, ainda que autônoma, é feita dessa porção de artes, dessa porção de olhares e encontros. E despedidas também.

Desta vez, os curtas escolhidos tratarão acerca das relações entre arte e cidade. Você tem alguma sugestão? Mande para o meu e-mail: mad.artes@yahoo.com.br  (Madeleine Alves)



Desta vez, os curtas escolhidos tratarão acerca das relações entre arte e cidade. Você tem alguma sugestão? Mande para o meu e-mail: mad.artes@yahoo.com.br


“Temos a impressão de que não há natureza no combustível, no plástico, na borracha, no papel, no vidro, na fórmica, na indústria, etc. Não nos apropriamos do conhecimento, vivemos sem avaliar o conteúdo da vida. O resultado destes investimentos se dão com gentrificação, demolição de patrimônio e ocultação de cadáveres, poluindo ainda mais o espaço onde deveríamos plantar e colher nossos feitos.” (Carlos Lineu)


[O graffiti] é a manifestação pública. É um modo dessa necessidade de colocar uma marca, aparece escrito nas paredes do próprio corpo do panóptico: aquela sociedade fechada, em prisão, que é a própria sociedade moderna. [...] Nós poderíamos pensar, por exemplo, na própria cidade moderna enquanto tal, como sendo o primeiro e o macro-protótipo da prisão. Nós estamos presos dentro da cidade.” (Paulo Leminsky, adaptado)


Urbanized é um documentário sobre o design das cidades, que procura analisar as questões e estratégias por trás do design urbano, entrevistando alguns dos mais importantes arquitetos, urbanistas, políticos, construtores e pensadores.

- Ao contrário de outros campos do design, as cidades não são criadas por um único especialista. Muitas pessoas contribuem para as mudanças urbanas, incluindo-se os cidadãos, que podem ter um grande impacto nas melhorias das cidades onde vivem.

Comentários

Madeleine Alves disse…
Queridíssimos!! Obrigada pelo espaço, pela publicação, e por todo o carinho!! Beijão!!