Pular para o conteúdo principal

Um Projeto de ARTE POSTAL - “Sou Frida!”

Um Projeto de ARTE POSTAL

Primeira exposição do Projeto "Sou Frida!", em 22 de julho de 2014, no Restaurante El Paso do Terraço Shopping - Brasília/DF - Brasil

Exposição de Arte Postal com mais de cem trabalhos de artistas nacionais e internacionais, com o tema "Frida em mim"



Envie sua apresentação "SOU FRIDA" - projeto de Ana Austin
Livro de Assinaturas

acesse os sites para conhecer os trabalhos enviados:



APRESENTAÇÃO

O Projeto “Sou Frida!” foi criado para homenagear a mulher na imagem de Frida Kahlo.
Para que essa homenagem não tivesse fronteiras, institui-se a Arte Postal como meio para encaminhá-la.

POR QUE ARTE POSTAL?

A Arte Postal tem o caráter disseminador, onde o objetivo maior é a comunicação entre redes de artistas por meio do intercâmbio de propostas criativas. É um fenômeno complexo e extremamente abrangente, onde se incluem técnicas e suportes dos mais diversos: postais, adesivos, poesia visual, livros de artistas, selos, fax, vídeo etc. Essa comunicação se dá pelo sistema postal convencional ou eletrônico, surgida como alternativa aos meios tradicionais de exposição da arte.
Muitas vezes ela é também referida em inglês como Correspondence/Mail Art (CMA). Ini
Preparando a exposição, criando uma "Casa Azul"...
ciou-se em meados do século XX na "Correspondance Art School" de Nova Iorque e teve grande expressão nas décadas de 1970 e 1980.
No Brasil, seu nome mais importante é do pernambucano Paulo Brusky, artista multimídia que na década de 1970 trouxe suas experiências com Arte Postal, áudio-arte, videoarte, artdoor e
xerografia/faxarte, propondo a discussão sobre a utilização dos novos meios para a arte brasileira. Paulo Brusky é o precursor da Arte Postal no país e seu trabalho sempre propôs e promoveu a derrubada de fronteiras e padrões entre as linguagens artísticas.
Nos anos 90, com o advento da internet comercial, a Arte Postal passou a ser utilizada sob uma nova visão de participação por e-mail e sistemas de compartilhamento de opiniões. É um veículo que leva nossas ideias e propostas para o mundo inteiro, independente de distâncias, idiomas, filosofias.
E o mundo inteiro conhece e admira a vida e a obra de Frida Kahlo, por isso, a ideia de fazer uma CONVOCATÓRIA INTERNACIONAL com o tema “Sou Frida!”  ganhou corpo e asas, e já conta hoje com mais de cem trabalhos de artistas de vários países. São produções artísticas bi e tridimensionais, em diferentes tamanhos, linguagens/técnicas, suportes e materiais, que formam um acervo cheio de beleza e paixão.
A convocatória partiu, em 2013, e o tema “Sou Frida!” é um convite para que cada artista mostre o seu olhar sobre Frida Kahlo, ou a “Frida” que pode estar escondida em cada ser.
Arte Postal - Exposição "SOU FRIDA"

POR QUE FRIDA KAHLO?


Frida Kahlo é um mito. O termo “fridalotria” já se refere a um fenômeno real... E não é por acaso, mesmo depois de sessenta anos de sua morte, FK continua viva na memória e costumes de uma época; Frida é símbolo, sua imagem está presente na moda, no designer, na decoração, na gastronomia; 
influencia o pensamento, a música, o cinema, o teatro, a literatura... Enfim... É o mito contemporâneo.
E como se construiu esse mito? Foi uma construção própria, autoral, carregada de dor e sofrimento, mas também de muita energia e sensualidade. Uma vida marcada por doenças, acidentes, cirurgias, mutilações e abortos, traições e decepções, que não impediram a formação de uma personalidade forte e agressiva, destemida. Em seu diário, escreveu, desenhou, pintou e gravou todas as sensações e dores, as frustrações e os medos, os amores e ódios que lhe acompanhavam; sua imagem mais forte mostra seus pés desgarrados do corpo, com a legenda: “pés para que os quero se tenho asas para voar”, que simboliza a perda do pé, amputado por força da doença que lhe consumia, mas também a resistência.
Primeira Exposição Projeto "Sou Frida!"
Foi uma mulher diferente das mulheres de sua época, e das de hoje também... Uma feminista!  Uma feminista de verdade, de comportamento. Viveu plenamente sua vida sexual e tornou-se um ícone do feminismo. Apesar da enorme paixão por seu marido, o pintor Diego Rivera, teve vários envolvimentos amorosos com homens e mulheres, e entre esses, estava o líder russo Leon Trotski, que se hospedou em sua casa durante o exílio, numa mistura pródiga de amor e paixão sensual e filosófica, já que se tornara simpatizante ardorosa da revolução comunista.
Frida tinha um estilo único; não aceitava o rótulo de “surrealista”, pois dizia que não pintava sonhos, mas sua realidade; mostrou o seu amor pela sua pátria e pela sua cultura, mas exibiu também suas entranhas e sua força. Sua arte é maior que qualquer movimento, qualquer corrente. Foi, por muito tempo, a única referência de mulher artista, com um trabalho que resgata imaginários políticos, religiosos e míticos, longe dos estereótipos da “criatividade feminina”.
Livros e biografias são vendidos como água por toda parte em vários idiomas; exposições de seus trabalhos e fotos atraem milhares de amantes. O filme “Frida”, em que ela é interpretada por Salma Hayek, é sucesso até os dias de hoje, mais de dez anos depois de seu lançamento. Seus autorretratos alcançam, hoje, cifras tão altas quanto Monalisa, de Leonardo Da Vinci, segundo o jornal francês, Le Monde. Entre esses, o “Autorretrato com vestido de veludo”, de 1926, que mostra uma Frida sensual, e o  “Coluna partida”, de 1944, o mais celebrado pela crítica.
Enfim, em qualquer parte por onde passem suas obras, seu legado, um público cativo comparece a fim de admirar, fruir, absorver esse encantamento, além de querer levar para casa um souvenir, alguma coisa que dê a sensação de um tipo de contato qualquer com o mito. Frida Kahlo é um ícone pop!
A primeira exposição de Frida Kahlo no Brasil está programada para julho deste ano de 2014, na cidade de Curitiba, no Paraná; será uma exposição de fotografias da artista... Essa exposição deverá atrair um número incalculável de fãs, embora não seja ainda o que todas e todos nós queremos ver de perto, que são as obras de FK.

GANHANDO ASAS
Nossa homenagem ao mito FK tem um caráter mais emocional; chamamos artistas de todo mundo para mostrar a Frida que existe em cada uma/um de nós; vamos expor essas manifestações. A princípio, a exposição seria permanente, apenas virtual, mas foram tantas as adesões que se fez necessária a exposição viva desse acervo para a fruição de todas e todos amantes da artista homenageada, e para quem ainda não a conheça.
Muitas/os artistas trabalharam a partir das imagens das obras da artista, outras/os, com interferências sobre suas fotografias; outras/os mais, com seus símbolos, suas influências. As linguagens e técnicas são várias: desenho, pintura, colagem, gravura; os materiais, vários, como também, os tamanhos, numa diversidade que pretende alcançar o espírito do universo de FK.
A primeira mostra acontecerá em Brasília – Distrito Federal, no Restaurante El Paso, referência em gastronomia mexicana na cidade, de 22 de julho a 22 de agosto de 2014.

Em seguida, o acervo estará disponibilizado para novas mostras em diferentes espaços; a ideia é que esses espaços sejam sempre de fácil acesso ao público em geral, face à perspectiva do projeto: levar FK para todas e todos, para homenageá-la e mostrá-la como exemplo de feminismo atuante. Pretendemos seguir por outras cidades, outros estados.... A meta deste projeto é chegar à Casa Azul, à casa de Frida Kahlo.

Comentários

Anônimo disse…
que coisa mais linda!!! vi várias fotos e vou acabar mandando alguma coisa minha... Adorei a ideia....!!!

camila andrade
Anônimo disse…
Fiquei encantada!

Marcela Versos do Sonhos

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI - que trará uma Homenagem ao poeta e professor Pedro Lyra – 
(será o 41º livro editado pela PoeArt Editora- DESDE 2006 COM VOCÊ!) (Prazo: ATÉ 30 de abril de 2017)
(somente pela INTERNET)


   A PoeArt Editora de Volta Redonda RJ, institui o livro VII Coletânea Século XXI  (depois das bem sucedidas Antologias Poéticas de Diversos Autores, Vozes de Aço da I a XVIII, depois do sucesso da I a VI Coletânea Século XXI, do livro Cardápio Poético, 1ª e 2ª edição, I a III Coletânea Viagem pela Escrita. Dentre os já homenageados por suas contribuições literário-culturais em nossos livros, estão: Adahir Gonçalves Barbosa, Alan Carlos Rocha, Álvaro Alves de Faria, Astrid Cabral, Clevane Pessoa, Flávia Savary, Flora Figueiredo, Gilberto Mendonça Teles, Maria Braga Horta (in memoriam), Maria José Bulhões Maldonado, Mauro Mota, Olga Savary, Oscar Niemeyer, Pedro Albeirice da Rocha e Pedro Viana.


SEM TAXA DE INSCRIÇÃO: (AT…

SAFRA VELHA DE CLÁUDIA BRINO recebe indicação do International Poetry News

É com alegria e surpresa que acabo de receber de Giovani Campisi a notícia de que o livro Safra Velha de Cláudia Brino (Costelas Felinas) é um dos livros indicados para concorrer ao Prêmio Nobel de Literatura 2018.

Indicado pelo jornal International Poetry News entre 25 títulos de autores internacionais encaminhados ao Comitê Organizador do Prêmio Nobel de Literatura - 2018
A indicação foi feita pela Direzione Editoriale / Edizioni Universum

clique na imagem e veja a IPN  INDICAÇÃO NO - INTERNATIONAL POETRY NEWS


Este livro não é vendido em livrarias e se movimenta à margem da grande mídia. Adquirindo a versão impressa você receberá dedicatória especial tendo o seu nome impresso no livro.