Pular para o conteúdo principal

ENTRE LUCES…. REYNALDO ARMESTO OLIVA

ENTRE  LUCES….

foto claudia brino

Al principio me entretuve
alejado de su empeño,
corre el tiempo, el mismo sueño
el pasado que detuve.
Luego fue que me entretuve
sin notar la diferencia,
su legado, mi presencia

se juntaron de una vez,
dando paso a la vejez
con bendita penitencia.

REYNALDO  ARMESTO  OLIVA  . CUBA . IWA
poema enviado pelo autor

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

sarau poético "A poesia no Folclore"

A Academia Vicentina de Letras, Artes e Ofícios tem a satisfação de convidar você para o sarau poético na Casa do Barão, sábado próximo, dia 05 de agosto, às 15 horas. O tema será "A poesia no Folclore". Venha. Sua presença é muito importante. E após o sarau você poderá  conhecer o Café do Barão para se deliciar com um cafezinho gostoso.  Rua Frei Gaspar, 280.
indicação Deise Domingues Giannini