Pular para o conteúdo principal

Poema Teu - por Luciano Marques - Arte Visual por Ana Austin


Inspiro-me em ti
Decifra-me ou te Devoro - Ana Austin
E em tudo que é teu
Para dar luz às palavras.

Tua beleza é forte!
Tua força é bela!


Abasteço-me em tua força.
Embriaga-me tua beleza.
Já não sou mais meu.

Encanta-me essa tal fragilidade
E o teu sutil poder de encantar.

Ao teu sorriso, rendo-me inteiro.
Desarma-me, alegra meus dias.

Mulher minha, musa e amiga,
A ti, todo amor que houver em mim,
Amor que é meu, mas que a ti pertence.

Luciano Marques

Comentários

Anônimo disse…
quiser eu ser sua musa neste poema...rsss

márcia goes
Anônimo disse…
quiser eu ter estas pernas que vc usa na imagem ana

márcia goes

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.