Pular para o conteúdo principal

Um bravo canto para desatar os perversos nós!


enviado por Luiz Monteiro
Um bravo canto para desatar os perversos nós! 

 
O espetáculo Um bravo canto para desatar os perversos nós!, todas as sextas-feiras, às 21 horas, no Teatro da Confraria.
 
Sinopse:
Um poeta de cordel, autêntico contador de histórias, incomodado com a manipulação ideológica e cultural da elite brasileira para dominar e alienar o povo humilde, resolve assumir a defesa do povo e da cultura popular. Para tanto, seleciona sete poetas populares e, a partir de seus poemas, convida o público para uma reflexão sobre a perversidade da elite e do poder público, que mergulhou o povo brasileiro na miséria, promovendo, de forma desumana, a alienação cultural e a perda de sua dignidade.
UM ESPETÁCULO OPORTUNO PARA REFLETIR OS PROBLEMAS QUE ESTÃO OCORRENDO EM NOSSO PAÍS.


Serviço:
Local: Teatro da Confraria
Rua Lopes de Oliveira, 659 - Barra Funda (Próximo ao Metrô Marechal Deodoro)
Horário: Todas as sextas-feiras, às 21 horas
Ingressos: R$ 30,00 e R$ 15,00
R$ 10,00 - para a Classe Teatral, idosos, professores e profissionais da Rede Pública de Ensino
Recomendação: 14 anos
Reservas pelo telefone: 3667.3497 (Capacidade: 25 lugares)

Imprima o flyer  e pague apenas R$ 15,00 por pessoa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

sarau poético "A poesia no Folclore"

A Academia Vicentina de Letras, Artes e Ofícios tem a satisfação de convidar você para o sarau poético na Casa do Barão, sábado próximo, dia 05 de agosto, às 15 horas. O tema será "A poesia no Folclore". Venha. Sua presença é muito importante. E após o sarau você poderá  conhecer o Café do Barão para se deliciar com um cafezinho gostoso.  Rua Frei Gaspar, 280.
indicação Deise Domingues Giannini