Pular para o conteúdo principal

"E O AMOR LONGE” (DEFINIÇÃO DE SAUDADE, OFERECIDA POR UM MENINO AUTISTA) - EMANUEL MEDEIROS VIEIRA


         Para todos os autistas e suas famílias

Saudade é o amor longe: ele disse
E – quem sabe – perto
(Decerto)
Tão perto do coração – e no olhar
Autismo não é adjetivo
Concha escondida em mares interiores?
O que sabemos de nós?
O que sabemos da vida?
Luz – Cruz
Quem nos conhece?
Existimos no outro – e o outro “impõe” o que somos
A cela mental vira arquipélago – tantas ilhas não compartilhadas
(Mentira?)
Tudo será assim tão difícil?
Ou é fácil – apenas uma Travessia.
Não desistamos do amor: alguém apela – e a reivindicação soa melosa (como essa prosa presunçosamente poética)
Precisamos esperar o Inferno?
No porão há fresta de sol.
Ele é: mas o instante daquele sol amanhecendo na Lagoinha, no Parque da Cidade da última capital do país, aqui na “Graça”, na primeira sede do Brasil (outro amor),  contemplando o sol deitando-se no mar na Ilha de Itaparica, na Ponta do Humaitá, no Gazômetro,  no Sul (também) do meu coração, na Lagoa da Conceição (da minha mítica ilha) – tudo é finitamente belo
Inunda-me de uma alegria sem sentido (com todo o sentido)
Um poema nos tira do inferno.
O terror não é ir embora – passagem é vida da vida
Outros nos cobram para sermos o que eles querem – e não nascemos escravos –
fomos ficando escravos
A mente que sabe que a saudade é “o amor longe
não  mente
Doloroso mundo que demoniza a diferença
O estigma é a serpente (no ovo)
E dele escapa todos os dias – não se iludam: a guerra é sempre
Esse é o não-mor distante – fera, maldição.
(Os ventos ventarão, carregando-nos definitivamente para a Terceira Margem do Rio)
É só isso.
Te amo menino – pela descoberta
E não te conheço
Talvez estejas a quilômetros de distância
Pois amor é isso também – longe, lonjura, oceano e caravela

(Salvador, agosto de 2017)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI - que trará uma Homenagem ao poeta e professor Pedro Lyra – 
(será o 41º livro editado pela PoeArt Editora- DESDE 2006 COM VOCÊ!) (Prazo: ATÉ 30 de abril de 2017)
(somente pela INTERNET)


   A PoeArt Editora de Volta Redonda RJ, institui o livro VII Coletânea Século XXI  (depois das bem sucedidas Antologias Poéticas de Diversos Autores, Vozes de Aço da I a XVIII, depois do sucesso da I a VI Coletânea Século XXI, do livro Cardápio Poético, 1ª e 2ª edição, I a III Coletânea Viagem pela Escrita. Dentre os já homenageados por suas contribuições literário-culturais em nossos livros, estão: Adahir Gonçalves Barbosa, Alan Carlos Rocha, Álvaro Alves de Faria, Astrid Cabral, Clevane Pessoa, Flávia Savary, Flora Figueiredo, Gilberto Mendonça Teles, Maria Braga Horta (in memoriam), Maria José Bulhões Maldonado, Mauro Mota, Olga Savary, Oscar Niemeyer, Pedro Albeirice da Rocha e Pedro Viana.


SEM TAXA DE INSCRIÇÃO: (AT…

SAFRA VELHA DE CLÁUDIA BRINO recebe indicação do International Poetry News

É com alegria e surpresa que acabo de receber de Giovani Campisi a notícia de que o livro Safra Velha de Cláudia Brino (Costelas Felinas) é um dos livros indicados para concorrer ao Prêmio Nobel de Literatura 2018.

Indicado pelo jornal International Poetry News entre 25 títulos de autores internacionais encaminhados ao Comitê Organizador do Prêmio Nobel de Literatura - 2018
A indicação foi feita pela Direzione Editoriale / Edizioni Universum

clique na imagem e veja a IPN  INDICAÇÃO NO - INTERNATIONAL POETRY NEWS


Este livro não é vendido em livrarias e se movimenta à margem da grande mídia. Adquirindo a versão impressa você receberá dedicatória especial tendo o seu nome impresso no livro.