Poeta - André Flores

Olá velho amigo
Por onde te escondes?
Tem um tempinho para mim?

Sabe velho companheiro
Andam dizendo que a poesia saiu de moda
A onda agora é o computador
Os livros ficaram para trás.

Saudades dos teus versos
Das tuas rimas
Sonetos soltos ao vento
Embalando os casais apaixonados.

Acredita que ouvi falar
Que a grande sacada agora
É um tal YouTube
E os pobres livros
estão empoeirados.

Muita falta, sinto muita falta
De você meu amigo poeta
Trovando versos
Exaltando o céu e as estrelas.

Aquele cordel feito de improviso
Um riso virou rima
Uma tigela se transformou em festa.

Sabe que eu sonhei ser Drummond
Mas acordei André
Aprendiz de poeta
Poetando saltitante feito saci
Querendo fazer arte com as palavras.

O AUTOR

André da Silva Flores ou André Flores (Aprendiz de Poeta), 42 anos, natural de Novo Hamburgo – RS, residente da Cidade de Portão – RS. Casado. Formado em setembro de 2010 em Administração de Empresas pela UCS - Universidade de Caxias do Sul, (Vale do Caí), Pós Graduando em Especialização em Educação a Distância pela UNOPAR







Comentários