Lembranças de Cida Micossi / foto: Marcelo Luiz de Freitas

 enviado pelos autores

 Lembranças



Lembranças opacas
Inutilmente espalhadas
Pétalas de rosas
Gotas de suor
Lágrimas choradas
Pela ausência do amor.


Na busca das palavras
Sem saber o que dizer
A colheita dessa lavra
Há tempos se pôs a perder
Pois nunca o amor brotava,
Não conseguia florescer

E do choro no leito
Contido no peito
Que não pode extravasar
Só a amarga solidão

Aventurou-se a aflorar.

Comentários

Anônimo disse…
Obrigada por postarem meu poema. Beijos
Cida Micossi
Kelly Cristina disse…
Poema lindo parabéns
Anônimo disse…
Kelly Cristina, que bom que gostou. Bj cida micossi