Pular para o conteúdo principal

COISAS DE MARIZA: MORREU O ZÉ BRASILEIRO!

 - Pois é, morreu coitado, tão bom e jovem ainda!
                - Mas não me diga! Seo José? Tão sacudido, tão boa pessoa! Assim de repente? Mas morreu de que?
                - Oras, de que deveria ser? Novidade! Morreu de PT!
                - De PT disse você, mas como?
                - Não precisou muito não oh fio! Minaram a resistência do povo, que sofrido, sem dinheiro e sem comida, sem fé e esperança inté de trabaio, ficaram fraco e sem resistência imunológica, acabaram cás dignidade, roubaram inclusive a sanidade e paz de espírito! Tanto fizeram que até as  fronteiras abriram e entrou bicho de tudo que é espécie, erva, arma e inté Zica!


continua em : COISAS DE MARIZA: MORREU O ZÉ BRASILEIRO!:                                                                                                                                            ...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.