Pular para o conteúdo principal

Apenas amor - Nijair Araújo Pinto

enviado pelo autor


Apenas amor

Amei... Amo!
e Amarei.
Com você meu verbo é intransitivo.
Ele não mudou,
não muda nem mudará nunca!
Porque o que senti, eu sinto e sentirei,
acredite, até a morte!
Tudo muito simples, apenas amor!
O amor poético do improviso
que herdei do meu avô.
 
Em você,
se vejo todas as mulheres,
se tenho todas, numa só...
Por que procuraria mais?
A busca está na incompletude.
E eu, embora imperfeito demais,
sinto-me pleno em você.


Nijair Araújo Pinto

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.