Figura de Linguagem: EPIZEUXE - poema de Thereza Ramalho Figueiredo

Figura de Linguagem:  EPIZEUXE
O mar acalenta a suave brisa
lisa, lisa, lisa lisa, lisa
É a leve areia da bonita praia
que de mansinho a bela pisa.
E uma canção a tua boca entoa!
Como distante teu pensamento voa!
E segues agora pela vida afora,
Adora, adora, adora, adora, adora!
O brilhante sol que tua alma aquece,
Nem nada, nem o medo te entristece
Pois fazes de tua vida ... uma prece

poema de Thereza Ramalho Figueiredo


Figura de Linguagem: EPIZEUXE
figura de linguagem que resulta na repetição da mesma palavra, sem intervalo, no mesmo verso
Projeto Trajes Poéticos (Clube de Poetas do Litoral) - por Cláudia Brino

Comentários