poema de Juarez Florintino

enviado pelos autores


No florir do espinho
ou no caótico anoitecer
do pensamento,

Eu quero mais é que
a tristeza ria de nós!

Juarez Florintino Dias Filho.

Comentários