Pular para o conteúdo principal

MENSAGEM OCULTA - Francisco Elíude

enviado pelos autores
 


 
MENSAGEM OCULTA
 
 
Havia tinta na pena
mas nada ela escrevia...
A cada vez que eu tentava,
um pingo  dela caía...
Mas sobre o papel já estava
escrito, algo que eu não lia:
Alguém escrevera com lágrimas
sua despedida em dor,
 
Que dizia:
-Onde quer que você vá;
ou seja lá como for,
se sentir saudades um dia
e se por acaso se perder do amor,
não jogue fora as pétalas
da rosa que um dia ornou
as páginas onde um poema escrito
tais pétalas o inspirou!...
 


Francisco Elíude

Comentários

Zilma Rocha disse…
Belíssimo poema!...Parabéns ao Autor Francisco Elíude...
Zilma Rocha disse…
Belíssimo poema!...Parabéns ao Autor Francisco Elíude.
Anônimo disse…
Meus sinceros agradecimento à você, Claudinha e ao Vieira Vivo, pela postagem de um dos meus poemas, que se Deus assim me permitir, será entre muitos outros que ainda hei de vê-los publicados no meu tão sonhado "Livro Solo", que o farei através de vocês. Meu muito obrigado e que Deus abençoe sempre a vocês dois e à sua maravilhosa Equipe.
Francisco Elíude P
.Galvão

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.