Pular para o conteúdo principal

poema de Juarez Florintino Dias Filho

enviado pelos autores



É no aprendizado da vida
que nos reconhecemos crianças
O lúdico é uma constante
E os meus brinquedos
nem sempre serão
parecidos com os seus
Nem por isso,
deixaremos de ser crianças!

Juarez Florintino Dias Filho.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.