Pular para o conteúdo principal

FRAGS de Cláudia Brino - por Ernani Fraga


capa cláudia brino
O objetivo fundamental da poesia é o de nos colocar em estado poético, isto é, o de nos sensibilizar subjetivamente. E este objetivo FRAGS, o novo livro de Cláudia Brino, esta poeta de raro talento, atinge em cheio.
Halo de múltiplas significações – todas tão engenhosas quão adoravelmente subjetivas, este fazer poético de Cláudia produziu um livro lindo que, circundando a palavra para expandi-la por meio de imagens múltiplas e criativas, reinventa o fazer poético e o exalta, emociona e dá prazer sem a pirotecnia verbal estéril e fria da invencionice pela invencionice tão em voga entre os poetas contemporâneos.
Poeta especial, sensível e inovadora, Cláudia Brino, neste novo e vigoroso trabalho, transforma a palavra e a transcende de forma peculiar, bela e o lirismo tocante de seu estilo único, impactante em sua leveza aparente, tem muito do fogo e das cinzas da existência. É um lirismo rico, bíblico, desenhado com metáforas às vezes cortantes, suave umas, abruptas outras, mas sempre surpreendentes.
A aparente singeleza da voz poética de Cláudia é sofisticada, nos cativa e nos converte em êxtase de puro estado poético com sua linguagem mítica, mágica, simbólica que permeia toda esta pequena obra-prima contida de FRAGS onde a tensão vai sendo gradativamente desvelada em cada fase dos desencontros das personagens, verso a verso com o gato por espectador: “Luzes coloridas brilham pela cidade, ela olhando pela janela se assombra como tudo lá fora está vazio. Ele não se importa em desenhar traços. O gato faz parte dessa encenação.”
Aliás, isto: ela, ele, o gato, uma janela: esta história de amor  - que é a história de um grande desencontro – foi a primeira forte impressão que me veio à mente ao findar a leitura deste livro encantador:  “O tempo escorre pelas mãos dela que com um leve sorriso espanta qualquer vestígio de existência. Dentro do copo um olho se repete. Ela grita para a noite que teimosamente amanhece. Ele pinta o gato no espelho.”
Naturalmente que outras leituras podem e devem ser feitas a partir desta coletânea formidável de flagrantes poéticos de puro encantamento que somente um excepcional talento como o de Cláudia Brino poderia nos oferecer: “Com uma frase ela espanta o erótico. Ele não entende os gestos que a sombra reproduz. Atrás do sono corre uma fileira de palavras e no parapeito da janela uma  flor se fecha
diante do gato.” Mas esta é a minha leitura e a considero linda pois vejo, à janela, o gato observando a ação das personagens a deambular catatônicas entre a motivação e o obstáculo do cotidiano amoroso. Seja como for, FRAGS constitui leitura obrigatória porque é poesia pura.

Ernani Fraga


Frags  2 
de Cláudia Brino
Ed. Costelas Felinas

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI - que trará uma Homenagem ao poeta e professor Pedro Lyra – 
(será o 41º livro editado pela PoeArt Editora- DESDE 2006 COM VOCÊ!) (Prazo: ATÉ 30 de abril de 2017)
(somente pela INTERNET)


   A PoeArt Editora de Volta Redonda RJ, institui o livro VII Coletânea Século XXI  (depois das bem sucedidas Antologias Poéticas de Diversos Autores, Vozes de Aço da I a XVIII, depois do sucesso da I a VI Coletânea Século XXI, do livro Cardápio Poético, 1ª e 2ª edição, I a III Coletânea Viagem pela Escrita. Dentre os já homenageados por suas contribuições literário-culturais em nossos livros, estão: Adahir Gonçalves Barbosa, Alan Carlos Rocha, Álvaro Alves de Faria, Astrid Cabral, Clevane Pessoa, Flávia Savary, Flora Figueiredo, Gilberto Mendonça Teles, Maria Braga Horta (in memoriam), Maria José Bulhões Maldonado, Mauro Mota, Olga Savary, Oscar Niemeyer, Pedro Albeirice da Rocha e Pedro Viana.


SEM TAXA DE INSCRIÇÃO: (AT…

SAFRA VELHA DE CLÁUDIA BRINO recebe indicação do International Poetry News

É com alegria e surpresa que acabo de receber de Giovani Campisi a notícia de que o livro Safra Velha de Cláudia Brino (Costelas Felinas) é um dos livros indicados para concorrer ao Prêmio Nobel de Literatura 2018.

Indicado pelo jornal International Poetry News entre 25 títulos de autores internacionais encaminhados ao Comitê Organizador do Prêmio Nobel de Literatura - 2018
A indicação foi feita pela Direzione Editoriale / Edizioni Universum

clique na imagem e veja a IPN  INDICAÇÃO NO - INTERNATIONAL POETRY NEWS


Este livro não é vendido em livrarias e se movimenta à margem da grande mídia. Adquirindo a versão impressa você receberá dedicatória especial tendo o seu nome impresso no livro.