Pular para o conteúdo principal

POEMA: NATAL DE Teresinka Pereira

NATAL
2016
 
Vamos beber o vinho natalino
junto aos que amamos
desejando que na distância
nos celebrem os ausentes.
 
Rompamos o espaço do ar
e na pompa do amor
exprimamos docemente
uma centelha de felicidade
porque este sonho que é a vida
vale mais que os rubis
e diamantes, e até mesmo que
o ouro e rosas que recebemos.
 
O Natal é uma poderosa bênção
que nos une a todo o mundo
em triunfante harmonia.
 
Que este Natal de 2016, 
seu coração esteja 
cheio de felicidade!
 
Teresinka Pereira
postagem e imagem envida pela autora

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.