Pular para o conteúdo principal

Vento intrépido - Luciano Marques

enviado pelo autor

Vento intrépido



Vento lépido, e intrépido.
Que leva o que é leve,
Eleva o que é livre
E faz voar.

Vento que é imagem invisível 
De um tempo existente.
Vento que não se vê,
Mas se sente.


Vento das quatro estações,
Que desenha as nuvens,
Que traz a chuva
E sopra a vida!

Vento sul que norteia;
Norte que desnorteia.
Relógio do mar.
Poema do ar.

  • Luciano Marques

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.