poema de Olímpio Coelho de Araújo - Figura de Linguagem: MESODIPLOSE

Figura de Linguagem: MESODIPLOSE
RIGOR, SEGURO E SILÊNCIO

Eu tenho um porto seguro em minha vida
Trago o pulso seguro em tudo que posso
Posso no seguro enredo de uma despedida
Compreender seguro o delírio vosso
Enfrento com rigor cada página lida
Da enciclopédia o rigor das ações que endosso
Marcho com rigor em direção à subida
Enfrento o rigor do oficio o osso.

Na calada da noite o silêncio seguro
Garante os passos em silêncio a vitória
Não importa há silêncio na calma ou apuro
Ou ruidoso silêncio escreverei minha história
Sem falsa modéstia em silêncio eu juro
Beberei em silêncio meu júbilo de glória.  


poema de Olímpio Coelho de Araújo


Figura de Linguagem: MESODIPLOSE
 figura de linguagem que resulta na repetição de palavras no meio dos versos seguidos.
Projeto Trajes Poéticos (Clube de Poetas do Litoral) - por Cláudia Brino

Comentários