Pular para o conteúdo principal

Trajes Poéticos - EPANORTOSE

figura de linguagem que anula, modifica, ou corrige intencionalmente uma palavra ou frase dita anteriormente.

EX: - Gosto muito de Ângela. Não, minto. Amo-a demais!
- Odeio-te, destruidor de lares. Não! Enganei-me. Abomino-te

veja os poemas


Um dia descortinei um horizonte iluminado
Uma presença mais cálida que o sol,
Mais perfumada que uma rosa,
Mais colorida que a grande paleta,

Mas deparei-me com a cruel realidade
Teu olhar de auto-suficiência, detestável,
Melhor dizendo, odiável quando me encaras,
Decerto mais ainda, quando indicas
que podes descartar-me a qualquer instante!

Clara Sznifer - cepelista
***************************************

Quero acabar com tua vida
sua mísera pessoa
Não!... Pior... quero arruiná-la
até chegar aos cacos

e fazer dos pedaços
um quebra-cabeça
para fazer da tua vida
o que desejo

Valéria Ramos
***************************************

febril

vou comê-la inteira
melhor dizendo,
vou devorá-la
até o último suspiro

farei de sua nudez
o banquete
dos meus ais

e quem ri por último
tem sempre o melhor gozo

Jorge Nascimento
***************************************

É amor ou alucinação?

Confesso que amo você, aliás,
eu tenho adoração por você,
em minhas frias noites de repouso,
ou melhor, em minhas geladas noites,
lamento a sua ausência, mais precisamente,
choro a sua ausência.
E, se preciso for, enfrentarei o mundo por seu amor, mais ainda,
destruirei o mundo por seu amor.

Olímpio Coelho de Araújo - cepelista
***************************************

Vingança

Quero ver-te sofrer! Não! Quero que queimes no inferno!
Afinal o que me fizeste não tem perdão.
Feriste minha dignidade, Pior mataste-a!
Amei-te por toda minha vida! Queres saber, idolatrei-te!
Fui sincera nos meus sentimentos
Tu dizias me amar também.
Eu, tola e apaixonada acreditei no teu amor.
E tu me trocavas por outras.
Eu aqui, sempre a esperar-te cheia de saudade.
Entregando-me a ti com paixão,
Hoje o véu da falsidade descobre teu rosto
deixando na minha alma, do fel o gosto.
Vai-te embora! Não quero ver-te nunca mais!
Não me procures! Nem penses em mim!
Ah! Pensaste que eu te perdoaria?
Que me iludiria com suas mentiras infames!
Saberei me recompor! Seja como for!
Tu serás página virada! Página apagada
Um dia te sentirás arrependido.
Hás de ver-me alegre e saltitante, com novo amor, novo amante.
Nesse dia quero que olhes para mim
e testemunhes minha felicidade
Quero que te sintas amargurado, abandonado.
Que te sintas derrotado.
Então sentir-me-ei vingada e até recompensada.
Estarás só! Ninguém irá  acreditar mais em tuas mentiras.
Teu coração arrependido se encherá de calor. Serão as chamas do inferno
Teu lar eterno!

Ludimar Gomes Molina - cepelista
***************************************

Comentários

Anônimo disse…
Adorei é uma curiosidade especial.
Hilda Curcio

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.