Pular para o conteúdo principal

Trajes Poéticos - Epitalâmio

Poesia que celebra as bodas de um casal ou de um casamento.

Veja os poemas

União
  
Ao iniciar-se nossa jornada
um elo transportou o presente
aos calendários vindouros

E hoje esse elo abarca dois voos
compartilhando no tempo
continuamente esse pouso

E toda a essência
daquele dia primeiro
floresce a cada manhã
em nosso cotidiano

Vieira Vivo
*******************************


Tu, guerreiro, encontraste o teu amor!
Recebe-a agora como esposa.
Diante deste altar ouça as juras eternas.
Doravante uma só carne.
Uma só alma.

Tu hás de embriagar-te com o mel dos segredos.
Ela depositará no teu carinho os medos.

Ò, Deuses festivos e onipotentes!
Sinto-os, mais que nunca, presentes!
Celebremos, unidos esta união!

No brilho da taça que ora se levanta
Na nova semente que aqui se planta,
Levemos até o céu nossas orações.

E, ao final de tão bela cerimônia,
sejamos cúmplices da insônia,
e cantemos, até ao amanhecer, as mais  lindas canções

Ludimar Gomes Molina

*************************************
Um Instante

Numa tarde assim serena
Quando o mar tenta captar
para si toda a beleza do alvorecer.
Eles chegam para o registro.
Perpetuar o momento da união,
Abençoados pelo céu e pelo mar.


Fotos e mais fotos,carícias e beijos.
Até que a morte os separe.

Mais tarde...
Quando o álbum amarelado
for aberto por algum desavisado.
Sim, será que estarão ainda juntos?

Promessas e juras se fazem,
sonhos e compromissos...
Até quando?

Clara Sznfer

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.