BRASIL :" QUANDO A CHINA VAI ÀS COMPRAS..." Por : Pettersen Filho

enviado por Pettersen Filho www.abdic.org.br

BRASIL :" QUANDO A CHINA VAI ÀS COMPRAS..."

Por : Pettersen Filho

Desembarcou, essa Semana, em Brasília-DF, o Primeiro Ministro Chinês, Li Keqiang, com semblante calmo, e sorriso gratuito, com uma Comissão de cerca de Duzentos Empresários Chineses, nesse caso, várias “Divisões Comerciais”, quase todas elas “Travestidas” de Empresários, na verdade, “Grandes Corporações” Financeiras, todas ligadas ao Grande Conglomerado Empresarial, que hoje é o “Governo Comunista da República Popular da China”, em termos Globais, o maior sucesso que se tem notícia, contraditoriamente, em tempos modernos, do Capitalismo de Estado, status que a China conserva de uma das Maiores Economias do Planeta, com tentáculos lançados nos quatro cantos do Globo Terrestre, numa Avalanche Econômica que ameaça soterrar todo o Planeta.


Recebido com pompa e glamour pela President”a” Dilma Roussef, e pela mais alta Cúpula do PT – Partido dos Trabalhadores, uma espécie anômala Tupiniquim do próprio Partido Comunista Chinês, corrupção à parte, quem vê no Governo Chinês a sua “Tabua de Salvação”, diante dos seus erros próprios, que lançou o Brasil na maior das suas ultimas recessões, mediante aos renovados escândalos de Corrupção em seu Governo, capazes de levar o próprio País à Bancarrota Financeira, enquanto assiste sua Economia minguar, sua Indústria esfacelar-se, os Empregos desaparecerem, minando a sua própria sustentação política no Poder, Li Kegiang, saca do Bolso do seu Terno Bem Engomado, ao estilo “a la Ocidental” uma Carteira Recheada com cerca de 53 Bilhões de Dollares, aptos a salvar o “Governo Amigo” do Regime Comunista de Pequim, da sua Colega, Dilma Roussef, prometendo superar, em investimentos, e pujança, o próprio Império do Tio Sam, mais ao Norte, habitual Parceiro do Brasil, quem sempre ingeriu em sua Política Interna, patrocinando Golpes, como o de 1964, e ditando-lhe as “Linhas” da sua Política Externa, sempre em função dos seus interesses, ora, ameaçado de ver-se sucedido pelo grande “Dragão Chinês”, quem vem se mostrando, cada vez mais, ser um Global Player”, ameaçando as Posições Americanas na Ásia e África, agora, com uma firme investida na América do Sul, tradicional “Quintal” Norte americano, sua Zona de Conforto, prometendo também assediar, na mesma Visita, Venezuela, Colômbia e Perú.

Assim, por detrás da Montanha de Dollares, sob os quais se esconde, em Ideologia e Geopolítica, cuja Capitulação, seja Econômica, seja Política, do Brasil é ingrediente indispensável para o Jogo de Hegemonia Mundial que pratica a China, com intuito de depor os próprios Estados Unidos, como Maior Potência Militar do Planeta, o Brasil de hoje, com um Governo completamente fragilizado, ideologicamente submisso à Cartilha Chinesa, como o é Dilma Roussef, e sua “Corruptela no Poder” (Campos, Renam e Temer), diga-se de passagem, um Membro Efetivo dos BRIC”s, Ficção Geopolítica Mundial, que reúne Países de interesses tão diversos, quanto pragmáticos, composto pelo próprio Brasil e China, assim como Índia, África do Sul e Rússia, a China chega, perigosamente, como quem vai ao Supermercado e enche o seu Carrinho de Compras, aproveitando o momento de Liquidação, em que o Brasil, visceralmente ligado, hoje, a China, já seu Maior Parceiro Comercial, destino exclusivo de grande parte das suas Exportações, quase toda composta de produtosprimários, Minério de Ferro e Soja, enquanto compra produtos manufaturados, com maior valor agregado, a China ameaça levar junto, na Gondola do Supermercado, a própria Soberania Nacional, remetendo-nos, novamente, ao tempo de Colônia, em que éramos tutelados, primeiro por Portugal, depois pela Inglaterra e EUA, quiça, agora, a própria China, desinvernando, até, a nossa própria História.

Afinal, é ditado Popular, no Brasil:

“Quando a Esmola é Grande, o Santo Desconfia”

Muito cuidado nessa hora !  

Crônica também Publicada em www.paralerepensar.com.br

Comentários