Pular para o conteúdo principal

HEMINGWAY - por Emanuel Medeiros Vieira

foto "o diabo se surpreende com a maldade do homem" de cláudia brino
            HEMINGWAY
 enviado pelo autor

O mundo quebra a nós todos,
depois seremos mais fortes nos lugares que foram
quebrados.
(Assim será?)

O homem perde, mas não é destruído.
(Sim?)
Há um velho, mar, peixe, sol,
honra não meramente protocolar no rosto barbudo,
queimado de sol: olhos acesos na vigília,
obstáculos serão sempre a nossa medida,
guerra que não termina,
dobrados sinos,

Hemingway, por todos nós.

  • Emanuel Medeiros Vieira

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

sarau poético "A poesia no Folclore"

A Academia Vicentina de Letras, Artes e Ofícios tem a satisfação de convidar você para o sarau poético na Casa do Barão, sábado próximo, dia 05 de agosto, às 15 horas. O tema será "A poesia no Folclore". Venha. Sua presença é muito importante. E após o sarau você poderá  conhecer o Café do Barão para se deliciar com um cafezinho gostoso.  Rua Frei Gaspar, 280.
indicação Deise Domingues Giannini