Pular para o conteúdo principal

CRÔNICA DE UMA MORTE ANUNCIADA: A AGONIA DO RIO SÃO FRANCISCO - por EMANUEL MEDEIROS VIEIRA

enviado pelo autor


CRÔNICA DE UMA MORTE ANUNCIADA: A AGONIA DO RIO SÃO FRANCISCO
EMANUEL MEDEIROS VIEIRA

Já escrevi aqui da Bahia sobre o tema. Pela sua importância, poderia aprofundá-lo.
 Mas – prometo – serei breve.
A situação do velho Chico – rio da nossa unidade, como nos foi ensinado na escola – é mais que dramática.
Ele atravessa cinco estados brasileiros e é o maior ao nascer e desaguar “nos limites do nosso território”.
A seca nos reservatórios das barragens , como lembrou alguém, ameaça seriamente a geração de energia elétrica pelo sistema Chesf para a Bahia e vários estados do Nordeste. Se tal desastre ocorrer, configuraria um “colapso energético sem precedentes no país”.
Segundo Eduardo Salles, o desastre ameaça a fruticultura irrigada na região, “colocando em perigo 120 mil hectares irrigados e cerca de um milhão e duzentos mil postos de trabalho direta e indiretamente ligados à atividade”.

As águas do rio constituem fonte de vida de vasta região do país.
Lembrado pelo jornalista Levi Vasconcelos, Eures Ribeiro (PV), prefeito de Bom Jesus da Lapa, diz que não quer ser profeta do apocalipse, mas “vaticina: se nada for feito imediatamente o rio São Francisco vai morrer”.
Ele informa que a navegabilidade na Lapa, em Barra e em toda a área é zero. “Uma pessoa atravessa de um lado para outro a pé”.
E o pior ainda não chegou: a seca mesmo é em setembro.
Os prefeitos da região e o incansável bispo dom Luiz Cappio, de Barra (que já fez greve de fome para alertar sobre a situação do rio), vão tentar viabilizar uma sessão no Congresso Nacional para relatar a situação.
O rio está virando um riacho e corre o risco de morrer mesmo”, complementa o jornalista citado.
A quem culpar? Citar os desígnios climáticos?
Salles acredita que é preciso cuidar das nascentes, das matas ciliares, tratar os esgotos lançados no rio, repovoar suas águas com peixes nativos, estimular o uso correto da água e coibir projetos de irrigação não sustentáveis.
Podem jogar sem medo a culpa no homem, que desmatou suas margens, que poluiu suas águas, que despejou esgotos e resíduos industriais ao longo de todo o seu curso”.

(Salvador, julho de 2016)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI - que trará uma Homenagem ao poeta e professor Pedro Lyra – 
(será o 41º livro editado pela PoeArt Editora- DESDE 2006 COM VOCÊ!) (Prazo: ATÉ 30 de abril de 2017)
(somente pela INTERNET)


   A PoeArt Editora de Volta Redonda RJ, institui o livro VII Coletânea Século XXI  (depois das bem sucedidas Antologias Poéticas de Diversos Autores, Vozes de Aço da I a XVIII, depois do sucesso da I a VI Coletânea Século XXI, do livro Cardápio Poético, 1ª e 2ª edição, I a III Coletânea Viagem pela Escrita. Dentre os já homenageados por suas contribuições literário-culturais em nossos livros, estão: Adahir Gonçalves Barbosa, Alan Carlos Rocha, Álvaro Alves de Faria, Astrid Cabral, Clevane Pessoa, Flávia Savary, Flora Figueiredo, Gilberto Mendonça Teles, Maria Braga Horta (in memoriam), Maria José Bulhões Maldonado, Mauro Mota, Olga Savary, Oscar Niemeyer, Pedro Albeirice da Rocha e Pedro Viana.


SEM TAXA DE INSCRIÇÃO: (AT…

SAFRA VELHA DE CLÁUDIA BRINO recebe indicação do International Poetry News

É com alegria e surpresa que acabo de receber de Giovani Campisi a notícia de que o livro Safra Velha de Cláudia Brino (Costelas Felinas) é um dos livros indicados para concorrer ao Prêmio Nobel de Literatura 2018.

Indicado pelo jornal International Poetry News entre 25 títulos de autores internacionais encaminhados ao Comitê Organizador do Prêmio Nobel de Literatura - 2018
A indicação foi feita pela Direzione Editoriale / Edizioni Universum

clique na imagem e veja a IPN  INDICAÇÃO NO - INTERNATIONAL POETRY NEWS


Este livro não é vendido em livrarias e se movimenta à margem da grande mídia. Adquirindo a versão impressa você receberá dedicatória especial tendo o seu nome impresso no livro.