[Uruguai] - 4ª Feira do Livro Anarquista de Montevidéu 2015



 Enviado por Derlone Pereira


C o m u n i c a d o

Como faz muito tempo não ocorria, os cárceres do mundo hoje estão cheios de anarquistas, diferentes modos de prisão e tortura se aplicam aos que lutam contra o Poder. Mas em vez de diminuir nossos ânimos, em vez de cair na morbidez ou na tragédia, decidimos seguir avançando, seguir lutando pela queda do capitalismo e de toda autoridade. Por quê? Porque sabemos que golpes que recebemos refletem golpes que demos. Tanta repressão só se deve a um aumento exponencial da luta antiautoritária no mundo. Os guardiães da ordem temem aos que perderam o medo.


Se a presença no mundo das ideias antiautoritárias hoje é tão fundamental, e se tantos golpes recebem os companheiros é porque como nunca, a influência anarquista nas lutas sociais se tornou imprescindível. Nas inesperadas insurreições no Oriente Médio ou nas “novas” formas de protesto no primeiro mundo ou América Latina, encontramos um fio comum: a busca da auto-organização vai substituindo as velhas formas autoritárias. A luta pela liberdade, então, necessita ser pensada, posta em questão e potencializada.

A não mercantilização da vida abre a possibilidade a um mundo agonizante, a organização do social baseada na liberdade, o respeito, o mútuo apoio, a solidariedade e a reciprocidade é a base de um futuro possível e desejável. Longe da dominação, que tem sido a marca do mundo capitalista, são possíveis as práticas generalizadas que não tornam a uma parte dos Homens, a outros animais ou as coisas como mercadorias para explorar.

A 4ª Feira do Livro Anarquista de Montevidéu, a realizar-se em 15 e 16 de agosto deste ano, é um espaço para refletir acerca das práticas, as cotidianas, as que fazem parte de diferentes projetos de ação contra o Poder, e em geral, de todas as que buscam a transformação profunda do mundo. Para poder realizá-la requeremos da participação de todxs aquelxs compas que queiram apresentar suas publicações ou encarar alguma oficina que lhes interesse. O temário está aberto até 20 de julho do corrente.



Comentários