Pular para o conteúdo principal

CAETANO VELOSO NA PALESTINA; “STOP THE OCCUPATION...” Por : Pettersen Filho


Por : Pettersen Filho (enviado pelo autor)

Renomado Cantor/Compositor brasileiro, Caetano Veloso, e Gilberto Gil, notorizado por haver, nos auspiciosos anos 70, pretensamente, combatido ideologicamente, com vigorosas Canções libertárias, a sórdida, hoje tida, como, nem tão sórdida, assim, Ditadura Militar no Brasil, muito mais à moda Woodstock, como consequência do “Movimento Hippie” de então, “Stop The Vietnam`s War”, and “Free to Marijuana”, em exortação à Maconha, do que, propriamente, um “Movimento” genuíno de “Resistência”, como fizeram a própria atual President”a” do Brazil, , Dilma Roussef, e o meu amigo Jornalista Celso Lungaretti, realmente Preso e Torturado, situação da qual passaram longe, Caetano e Gil, em exílio voluntário em Londres Tow, Inglaterra, absolutamente crédulos no Movimento Socialista Internacional, por isso mesmo, estigmatizado, em Show, essa Semana, à moda Broadway, em Telaviv, Boicotando “Boicote Internacional à Israel”, encabeçado pela própria banda de Rock Led Zeppelin, entre outros, pelo constante Massacre praticado contra o Povo Palestino, em especial, à Faixa de Gaza, em Apresentação Pública, disse, incredulamente, enquanto declarava Amor à Israel: “Stop the Occupation !”, referindo-se à Ocupação Israelense aos Territórios Palestinos, Gaza e Cisjordânia.



Idolatrado, naqueles Anos de Chumbo, por “Debaixo dos Caracóis dos seus Cabelos”, uma espécie de “Canção do Exílio”, cantada pelo próprio “Rei”, Roberto Carlos, aqui, em  Terras Tupiniquins, de Composição do próprio Caetano, durante o “Exílio”, por isso mesmo, imortalizada, a atual postura de Caetano, e Gil, esse, último “Ministro da Cultura”, em que embarcou, durante o Governo Lula, quando colheu todas as Benesses do Poder, levando à reboque o próprio Caetano, é, no mínimo, dicotômica, completamente atrelado ao Poder, e por que, não dizer, a Fama, da qual, talvez, sequer faça jus, ao contrário de Geraldo Vandré, e/ou Taiguara, realmente, preso e torturado, pela Ditadura, a quem afrontou, parece querer, numa mesma “Composição”, desconhecendo o Embargo Israelense contra a Palestina, que mata, todos os dias, Milhares de Crianças, emGaza, e nos “Guetos” proporcionados pelo Exército “Nazista” Israelense, na Palestina, a “Guerra” Assimétrica de Israel contra a própria Humanidade, no sentido real da Língua, sua “Pátria”, sua “Mátria”, bem como alegaCaetano,  parecendo, adorar Deus, e ao Diabo, quando prestigia, com sua “Visita”, e Show, Telaviv, e defende, com mero Discurso, contrario Pratica, que praticam os Israelenses, contra o Povo Palestino.

Chegando, mesmo,  a dizer-se “Chateado” com a suposta “Inocência” alegada pelo Led Zeppelin, ao realizar o Show em Israel, Caetano demonstra, muito claramente, enquanto “Cruza a Ipiranga e a Avenida São Joãos” do Oriente Médio que a “Força da Grana que Ergue  e Destrói  Coisas Belas”, é, realmente um “Tiro Certeiro” em suas Reputações, se é que algum dia, realmente, fizeram jus à ela...

Quanto a mim, com muita lástima, acabo de quebrar o meu Velho Disco de Vinil, “O Grande Encontro” de Gil e Caetano, gravado ao vivo, no Teatro João Caetano, dos tempos inesquecíveis da Tropicália...

Pesa “Sobre a minha cabeça os Aviões, a Luta contra os Chapadões no Nariz... Viva a Banda, da,  da, da, Carmem Miranda, da, da, da...!”

Afinal, como dizia Cazuza: "Meus Heróis morreram de Overdose, e os meus Inimigos estão no Poder !”

Crônica também Publicada em www.paralerepensar.com.br

ANTUÉRPIO PETTERSEN FILHO, MEMBRO DA IWA – INTERNATIONAL WRITERS AND ARTISTS ASSOCIATION É ADVOGADO MILITANTE E ASSESSOR JURÍDICO DA ABDIC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DEFESA DO INDIVÍDUO E DA CIDADANIA, ALÉM DE SÓCIO CORRESPONDENTE DO INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLOGIAS, POLÍTICAS E SOCIAIS DOM VASCO FERNANDES COUTINHO, QUE ORA ESCREVE NA QUALIDADE DE EDITOR DO PERIÓDICO ELETRÔNICO “ JORNAL GRITO CIDADÃO”, SENDO A ATUAL CRÔNICA SUA MERA OPINIÃO PESSOAL, NÃO SIGNIFICANDO NECESSARIAMENTE A POSIÇÃO DA ASSOCIAÇÃO, NEM DO ADVOGADO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI - que trará uma Homenagem ao poeta e professor Pedro Lyra – 
(será o 41º livro editado pela PoeArt Editora- DESDE 2006 COM VOCÊ!) (Prazo: ATÉ 30 de abril de 2017)
(somente pela INTERNET)


   A PoeArt Editora de Volta Redonda RJ, institui o livro VII Coletânea Século XXI  (depois das bem sucedidas Antologias Poéticas de Diversos Autores, Vozes de Aço da I a XVIII, depois do sucesso da I a VI Coletânea Século XXI, do livro Cardápio Poético, 1ª e 2ª edição, I a III Coletânea Viagem pela Escrita. Dentre os já homenageados por suas contribuições literário-culturais em nossos livros, estão: Adahir Gonçalves Barbosa, Alan Carlos Rocha, Álvaro Alves de Faria, Astrid Cabral, Clevane Pessoa, Flávia Savary, Flora Figueiredo, Gilberto Mendonça Teles, Maria Braga Horta (in memoriam), Maria José Bulhões Maldonado, Mauro Mota, Olga Savary, Oscar Niemeyer, Pedro Albeirice da Rocha e Pedro Viana.


SEM TAXA DE INSCRIÇÃO: (AT…

SAFRA VELHA DE CLÁUDIA BRINO recebe indicação do International Poetry News

É com alegria e surpresa que acabo de receber de Giovani Campisi a notícia de que o livro Safra Velha de Cláudia Brino (Costelas Felinas) é um dos livros indicados para concorrer ao Prêmio Nobel de Literatura 2018.

Indicado pelo jornal International Poetry News entre 25 títulos de autores internacionais encaminhados ao Comitê Organizador do Prêmio Nobel de Literatura - 2018
A indicação foi feita pela Direzione Editoriale / Edizioni Universum

clique na imagem e veja a IPN  INDICAÇÃO NO - INTERNATIONAL POETRY NEWS


Este livro não é vendido em livrarias e se movimenta à margem da grande mídia. Adquirindo a versão impressa você receberá dedicatória especial tendo o seu nome impresso no livro.