Pular para o conteúdo principal

A sutil diferença entre autor e narrador - Roberto de Queiroz

enviado por Roberto de Queiroz




A sutil diferença entre autor e narrador
 
Roberto de Queiroz*
 
Em artigo publicado no Diario de Pernambuco (18/01/2015), Raimundo Carrero defende a ideia de que o autor de um texto ficcional não é seu narrador. Isso porque, na ótica de Carrero, o narrador é apenas uma personagem, obviamente, eleita pelo autor como a mais importante da obra. Tal importância se deve ao fato de ele ser a voz da narrativa e, consequentemente, atuar como intermediário entre o autor e o leitor. Assim, narrar é incumbência delegada ao narrador. O autor, por sua vez, estará sempre ausente do foco narrativo da obra.
 
Nesse contexto, nossas opiniões se encontram. O autor de um texto ficcional, certamente, não pode ser seu narrador, mesmo se tratando de um texto pautado no verossímil. A verossimilhança não pode ser confundida com a realidade. Do mesmo modo, o autor de um texto ficcional não pode ser confundido com seu narrador. E Carrero é muito feliz ao afirmar que essa é uma certeza elementar da ficção. Mas, para ele, a maioria dos leitores confunde o autor com o narrador, uma vez que a diferença entre um e outro é sutil.
 
No dizer de Carrero, quando o autor é o narrador, a obra deixa de ser ficcional e passa a ser biográfica. De modo que, na literatura de ficção, “o narrador pode ser até mesmo o alter ego do autor, mas não é o autor. Tudo porque a narrativa é uma representação e não uma verdade”, posto como é ficcional. Por esse prisma, o narrador pode ser o autor no caso da autobiografia ou, ainda, no caso da autoficção, em que o autor ganha um alter ego, ou seja, deixa de ser ele mesmo e assume outra personalidade.
 
Porém, a meu juízo, esse “eu” freudiano (ou personalidade secundária), citado por Carrero, pode perfeitamente vir à tona tanto em um texto autobiográfico quanto biográfico. Isso é possível porque, nesse gênero textual, o biografado tanto pode ser seu próprio biógrafo quanto objeto de pesquisa de outro biógrafo. E, em ambos os casos, algum fato da vida do biografado pode ser omitido ou adaptado, caracterizando uma reinvenção da realidade e, portanto, a figuração de outro “eu”.
 
* Poeta, prosador, professor de Português e especialista em Letras. Autor de “Leitura e escritura na escola: ensino e aprendizagem”, Livro Rápido, 2013, entre outros. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI - que trará uma Homenagem ao poeta e professor Pedro Lyra – 
(será o 41º livro editado pela PoeArt Editora- DESDE 2006 COM VOCÊ!) (Prazo: ATÉ 30 de abril de 2017)
(somente pela INTERNET)


   A PoeArt Editora de Volta Redonda RJ, institui o livro VII Coletânea Século XXI  (depois das bem sucedidas Antologias Poéticas de Diversos Autores, Vozes de Aço da I a XVIII, depois do sucesso da I a VI Coletânea Século XXI, do livro Cardápio Poético, 1ª e 2ª edição, I a III Coletânea Viagem pela Escrita. Dentre os já homenageados por suas contribuições literário-culturais em nossos livros, estão: Adahir Gonçalves Barbosa, Alan Carlos Rocha, Álvaro Alves de Faria, Astrid Cabral, Clevane Pessoa, Flávia Savary, Flora Figueiredo, Gilberto Mendonça Teles, Maria Braga Horta (in memoriam), Maria José Bulhões Maldonado, Mauro Mota, Olga Savary, Oscar Niemeyer, Pedro Albeirice da Rocha e Pedro Viana.


SEM TAXA DE INSCRIÇÃO: (AT…

SAFRA VELHA DE CLÁUDIA BRINO recebe indicação do International Poetry News

É com alegria e surpresa que acabo de receber de Giovani Campisi a notícia de que o livro Safra Velha de Cláudia Brino (Costelas Felinas) é um dos livros indicados para concorrer ao Prêmio Nobel de Literatura 2018.

Indicado pelo jornal International Poetry News entre 25 títulos de autores internacionais encaminhados ao Comitê Organizador do Prêmio Nobel de Literatura - 2018
A indicação foi feita pela Direzione Editoriale / Edizioni Universum

clique na imagem e veja a IPN  INDICAÇÃO NO - INTERNATIONAL POETRY NEWS


Este livro não é vendido em livrarias e se movimenta à margem da grande mídia. Adquirindo a versão impressa você receberá dedicatória especial tendo o seu nome impresso no livro.