Pular para o conteúdo principal

SEM FORMA E ETERNO - ERNANI FRAGA

enviado pelos autores



SEM FORMA E ETERNO

sem forma e eterno, sujeito
incognoscível e pleno
         de silêncios alertas  e janela
         para o que não tem forma
Eu sou

absoluto e invisível
feroz e gentil
: nem verbo nem predicado,
: nem jovem nem senil
: faustuoso ou despojado

anterior a tudo
ao tempo, à dualidade,
aquieto-me alheio
à voz do pensamento

e então olho e então ouço
e então em silêncio estou
intenso nas pequenas coisas
: no som de vento, de pássaro
: no firmamento
despojado
despido
revelado
superlativo e sem nuvens

infinito no azul
do céu em Campo Mourão
bendito
Eu Sou
 : totalmente contemplativo

e nada me afeta e tudo vive
no meu coração asceta
sem forma e eterno

ERNANI FRAGA
Campo Mourão, 23-12-2015



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.