Pular para o conteúdo principal

O paralelismo entre leitura e escrita - por Décio Adams

O paralelismo entre leitura e escrita

 Décio Adams
Escritor e ex-professor da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UFTPR)
Acabo de ler o livro “Leitura e escrita na escola: ensino e aprendizagem” (editora Multifoco, 2016), de autoria do amigo professor e escritor Roberto de Queiroz, que mora no estado de Pernambuco, mais precisamente em Camela – Ipojuca. Fiquei encantado com seu trabalho, uma vez que é coisa rara vermos um professor dedicar tempo e esforço na elaboração de um texto preocupado em destacar a importância da leitura, desenvolvida em paralelo com a escrita.
Sinto-me levado de regresso aos anos 50/60, quando começava minha vida escolar e consequentemente iniciava as atividades de leitura e escrita.  Embora tenha obtido minha formação superior na área de matemática, onde desenvolvi minha atividade profissional, posso afirmar que um aprendizado correto de leitura e escrita foram fundamentais em toda minha vida. Fui agraciado com um professor de grande capacidade e domínio dessa arte, quando cursava a segunda série do ginásio, o que me encaminhou de modo firme e seguro nessa área.

Em muitas ocasiões, a leitura e a escrita me serviram de modo excelente no desenvolvimento das atividades do dia a dia. Embora nunca tivesse tido à disposição uma obra como a presente, tive a liberdade de escolher o que queria ler e assim “viajei” por quase todo o mundo literário mundial. Evidente que é impossível abranger todos os autores ou mesmo gêneros literários. Creio que, se tivesse a orientação de uma obra como a de Roberto de Queiroz, também teria conseguido encaminhar de modo adequado minhas atividades de leitura e escrita.
O que é preciso salientar é a ênfase necessária ao encaminhamento paralelo das duas atividades. Ler e escrever precisam caminhar juntas. O ato de ler é primordial no aprendizado de todas as disciplinas que enfrentamos, seja qual for a especialidade que decidamos enfrentar em nossa vida. Sem saber ler e compreender o que lemos, não conseguimos caminhar para frente, seja aonde formos. Não é de admirar que tenhamos tantos denominados “analfabetos funcionais” em nossos contingentes de trabalho. Não basta saber decifrar as letras, é preciso compreender o significado que elas têm colocadas em conjunto, na formação de frases, parágrafos e textos, sejam eles longos ou curtos.
Lembro-me das minhas aulas e provas de matemática ou física, onde fazia a correção dos erros mais sérios de escrita, ouvindo dos alunos a reclamação: “Mas, professor, não é aula de português.” Eu sempre lhes respondia que a língua portuguesa eles precisariam saber usar de modo correto em qualquer circunstância, pouco importando a área de atuação de sua atividade. Disso estou cada vez mais convicto.
Ao amigo Roberto de Queiroz, parabéns pela sua obra. É sucinta, mas muito bem elaborada. Oxalá possa ser colocada à disposição de professores e alunos no maior número de estabelecimentos possível.


postagem enviada por ROBERTO DE QUEIROZ

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI - que trará uma Homenagem ao poeta e professor Pedro Lyra – 
(será o 41º livro editado pela PoeArt Editora- DESDE 2006 COM VOCÊ!) (Prazo: ATÉ 30 de abril de 2017)
(somente pela INTERNET)


   A PoeArt Editora de Volta Redonda RJ, institui o livro VII Coletânea Século XXI  (depois das bem sucedidas Antologias Poéticas de Diversos Autores, Vozes de Aço da I a XVIII, depois do sucesso da I a VI Coletânea Século XXI, do livro Cardápio Poético, 1ª e 2ª edição, I a III Coletânea Viagem pela Escrita. Dentre os já homenageados por suas contribuições literário-culturais em nossos livros, estão: Adahir Gonçalves Barbosa, Alan Carlos Rocha, Álvaro Alves de Faria, Astrid Cabral, Clevane Pessoa, Flávia Savary, Flora Figueiredo, Gilberto Mendonça Teles, Maria Braga Horta (in memoriam), Maria José Bulhões Maldonado, Mauro Mota, Olga Savary, Oscar Niemeyer, Pedro Albeirice da Rocha e Pedro Viana.


SEM TAXA DE INSCRIÇÃO: (AT…

SAFRA VELHA DE CLÁUDIA BRINO recebe indicação do International Poetry News

É com alegria e surpresa que acabo de receber de Giovani Campisi a notícia de que o livro Safra Velha de Cláudia Brino (Costelas Felinas) é um dos livros indicados para concorrer ao Prêmio Nobel de Literatura 2018.

Indicado pelo jornal International Poetry News entre 25 títulos de autores internacionais encaminhados ao Comitê Organizador do Prêmio Nobel de Literatura - 2018
A indicação foi feita pela Direzione Editoriale / Edizioni Universum

clique na imagem e veja a IPN  INDICAÇÃO NO - INTERNATIONAL POETRY NEWS


Este livro não é vendido em livrarias e se movimenta à margem da grande mídia. Adquirindo a versão impressa você receberá dedicatória especial tendo o seu nome impresso no livro.