Pular para o conteúdo principal

Roteiros: entre o cinema e a literatura - por José Vieira de Almeida

Roteiros: entre o cinema e a literatura

             O cinema ama as palavras ou as palavras amam o cinema? Esta pergunta sugere uma relação encantada entre o mundo audiovisual e o mundo literário. Os roteiros podem ser considerados manifestações literárias? Tentarei responder esta pergunta usando alguns exemplos.

            A relação entre o cinema e a literatura no Brasil é antiga. Muitos textos literários foram adaptados para o cinema. Posso citar um antigo exemplo: O Pagador de Promessas (1962), baseado na dramaturgia do grande Dias Gomes e um exemplo recente, A Máquina (2004) baseado em livro homônimo de Adriana Falcão. O fato é que a literatura sempre foi uma fonte importante para o cinema brasileiro. Textos que desvendam a identidade brasileira investigam a nossa realidade, descrevem nosso cotidiano e tem uma sólida trajetória permitem aos mais variados diretores encontrar um porto seguro para seus trabalhos, para a criação de roteiros adaptados consistentes que unem a narração literária aos elementos próprios do cinema (definição de ambientes, descrição de planos, etc.).


            Além disso, um fenômeno importante nos últimos anos é o envolvimento cada vez mais frequente dos escritores com o mundo audiovisual. Posso citar exemplos como José Roberto Torero, Fernando Bonassi e Marçal Aquino. Torero escreveu o roteiro para “Pequeno Dicionário Amoroso”, Bonassi escreveu roteiro para “Cazuza” e Aquino escreveu roteiro para “O Invasor”. Es-sa relação tão própria do nosso tempo leva até a imaginar a figura mais nova da criação cultural: o escritor-roteirista.

            A literatura como uma antiga e rica fonte para o cinema e o envolvimento cada vez maior de escritores com o mundo audiovisual são fatos que demonstram a profunda relação entre as manifestações audiovisuais e as literárias. Penso que neste contexto a inclusão de roteiros para o meio audiovisual no universo dos gêneros literários é um movimento pertinente, pois a literatura ficará enriquecida com esta inclusão e, por outro lado, o mundo audiovisual solidificará uma parceria para todas as horas.
          
postagem enviada por  José Vieira de Almeida




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.