Pular para o conteúdo principal

OUTRORA - André Flores

OUTRORA


A madrugada invade...
Arde no peito uma dor...
Dor d alma, dor do coração.

O corpo estendido sobre a cama...
Já foi erguido pelas glórias...
Vivi as vitórias de outrora.


O pensamento vaga no ar...
Dias e noites jogados ao vento...
Peço um alento, um resgate,
Na verdade minha alma se foi.

  
André Flores

Aprendiz de Poeta
postagem enviada pelo autor

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.