MEU NOME É LEVY. MAS PODE ME CHAMAR DE PINÓQUIO, O PERVERSO - Por : Celso Lungaretti

enviado pelo jornal O Grito do Cidadão


Por : Celso Lungaretti
Há alguns dias, em O Brasil vai pra ponte que partiu, eu zombei de uma declaração à imprensa do representante do neoliberalismo no governo de Dilma Rousseff, pois sabia que não passava da mais descarada cascata:
"O ministro da Fazenda, Joaquim Rolando Lero Levy, disse a repórteres em Washington que o sol gira ao redor da Terra, que dois e dois são cinco e que o Brasil tem 'bastante chance de ver uma segunda metade do ano favorável para a economia'". 
A desfaçatez foi maior ainda do que eu pensava. Leio agora no Jânio de Freitas (sua coluna tem o sugestivo título de Enganações) que, mal acabava de falar a verdade aos caras pálidas, Levy mentiu descaradamente aos índios que o aguardavam na porta... http://www.abdic.org.br/index.php/814-meu-nome-e-levy-mas-pode-me-chamar-de-pinoquio-o-perverso

Comentários