ANÁFORA (fig. de linguagem) - poema de Olímpio Coelho da Araújo

Estilo Poético: ANÁFORA

Mini-sonho que desperta em mim,
o incontrolável desejo de sonhar.
Mini-sonho que é o meu sonho,
Mini-sonho que me faz delirar.
Se não fosse a ninfeta do capeta...

Óh! Diabete que me impede degustar.

poema de Olímpio Coelho da Araújo (Oca)

 Estilo Poético: ANÁFORA
Repetição de uma palavra no início de duas ou mais frases sucessivas, para enfatizar o tema repetido.
Projeto Trajes Poéticos (Clube de Poetas do Litoral) - por Cláudia Brino

Comentários