Pular para o conteúdo principal

MESETELEUTON (fig. de linguagem) poema de Edite Capelo

Figura de Linguagem: MESETELEUTON

Nessa praia eu caminho em paz, eu caminho!
Vejo no mar seu tapete de festa:
Veludo azul, no seu traje marinho.
Meus sonhos desperta, a natureza desperta!

Resplandece o sol, na pira do amor.
Procura chegar-se aos ventos ateus
Na profundidade emudece, sorri, emudece!
Minha alma agradece, sorri para os céus, agradece!
poema de Edite R. Capelo

Figura de Linguagem: MESETELEUTON
nome dado à figura que resulta quando a mesma palavra é repetida no  meio e no final verso.
Projeto Trajes Poéticos (Clube de Poetas do Litoral) - por Cláudia Brino

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.