Pular para o conteúdo principal

Figura de Linguagem: DEPRECAÇÃO - poema de Vieira Vivo

Figura de Linguagem: DEPRECAÇÃO

Centelha Insana

Flamejante língua de fogo,
traga do passado um fervedouro
onde o fulgor de todo magma
mantenha inalterada a ardência das chamas

Útero de luzerna,
imponha teu crepitar contínuo
sobre os abismos das noites
em meio à sua intensa combustão eterna

Berçário incandescente,
depure em abravisa fervura
uma abóbada de fogo
no âmago
de toda matéria. 

Figura de Linguagem: DEPRECAÇÃO
espécie de figura em que se manifesta um desejo, mas, ao contrário do que sucede na OPTAÇÃO, aqui há o pedido expresso para uma pessoa ou entidade.
poema de Vieira Vivo
Projeto Trajes Poéticos (Clube de Poetas do Litoral) - por Cláudia Brino

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.