Pular para o conteúdo principal

A banalidade do mal por: Marcelo Freixo

enviado por Controvérsia

A banalidade do mal

A banalidade do mal

Marcelo Freixo - Muitas mãos invisíveis seguravam a arma do PM que assassinou Eduardo Felipe Santos, 17, cuja morte foi filmada por moradores do Morro da Providência, centro do Rio. O policial foi o autor do disparo, mas não puxou o gatilho sozinho. Muitas mãos invisíveis estão sujas de sangue. De apresentadores de TV que pregam o moralismo do extermínio …

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.