À Cláudia Brino, sobre seu mais recente livrinho - por André Foltran

Poema de André Foltran após receber livro CHORANDO RETICÊNCIAS de Cláudia Brino - Ed. Costelas Felinas

*****
Cláudia Brino, recebi
das mãos de um velho carteiro
teu mais recente livrinho
— reticente, corriqueiro...

Livrinho, pois pequenino
 22 poemas contei;
e não mais de um minuto,
juro, para ler gastei.
(E foi nessa pobre concha
que uma pérola encontrei:


a flor, para se abrir,
cativou pétala
por pétala
o pensamento de deus.)

Um minuto, nada mais,
dura a lágrima e sua glória.
Cláudia Brino, teu livrinho,
mesmo sem dedicatória,
fica, agora, aqui guardado
na estante da memória.


http://andrefoltran.blogspot.com.br/2014/01/a-claudia-brino-sobre-seu-mais-recente.html?showComment=1390671885459#c4089281216710517397

Comentários