Pular para o conteúdo principal

PRESENTE - ÁLVARO LUIZ CARDOSO

PRESENTE de Álvaro Luiz Cardoso - ed. Costelas Felinas - http://artesanallivros.blogspot.com.br/


COSMOSSOMOS

Se a poesia fica por fazer
A vida não tem graça
A miséria da discórdia grassa
E corrói todo o prazer.

Poemas pulsam pelo cosmos
Entes carentes de existir
Através de mim, podem advir
Lanço-os ao mundo, cromossomos.

Cromossomos,
Cosmossomos
Súditos de Cronos
Num Espaço irrisório
Projetados no longevo Tempo



Numa Nave em suspensório
Gira em torno de si
E ao redor do Sol
 No vento solar
Cosmossomos

Poeira Estelar
Cosmossomos

Na água do Mar
Cromossomos
Grãos, partículas!


Comossomos Cromossomos, Cosmossomos!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.