Pular para o conteúdo principal

O TREM Itabirano - edição de junho

  enviado pelo jornal O Trem


a edição de junho do jornal O TREM Itabirano esquenta os trilhos.  Quem ainda não é assinante, pode resolver essa problemática pedindo já sua assinatura pelo otremitabirano@yahoo.com.br. Há duas secretárias a postos para bem atendê-lo. 

Aproveite: não é em qualquer estação que se acha um jornal macho e talentoso como O TREM. 

RESUMO DA EDIÇÃO JUNINA


Jornalista devolve ao prefeito de Itabira, Damon de Sena, a revista mentirosa que ele enviou aO TREM.

Casa do escritor paulista João Antônio pegou fogo e torrou originais do clássico Malagueta, Perus e Bacanaço. Caio Porfírio, nosso colaborador, salvou-o e conta como.

Prefeito de Itabira desviou da finalidade cerca de R$ 16 milhões da verba da CFEM (minério). Está todo encalacrado na Justiça por essa falha. Coisa de prefeito amador, incompetente.

Uma crítica ao Brasil atual por Joaquim José da Silva Xavier; sim, ele mesmo, Tiradentes.

José Maria Rabêlo diz que a oposição mente demais para tentar derrubar Dilma.

Uma homenagem ao poeta argentino e genro de Carlos Drummond de Andrade, Manuel Graña Etcheverry, que colaborou com O TREM.

Música e literatura, duas artes sempre juntas, conta Jorge Fernando dos Santos.

Seda, tergal, voal, flanela, tafetá, organdi, popelini... É pelo avesso que se conhece a boa profissional, dizia vovó. Uma crônica dedicada à arte de costurar, por Raquel Naveira.

Prédio do antigo Correio: o melhor a fazer é implantar o Arquivo Público de Itabira, cujo acervo está empilhado, estragando-se.

O diabo no escritório da Vale. Uma história espetacular de quando a empresa instalou uma máquina de telex em Itabira.

 Gomes, o Barão de Itabira: cidade abrigou o filho do inconfidente Francisco Freire?

O que Damon de Sena fez com R$ 60 milhões recebidos do governo federal via PAC 2, em 2013, para mobilidade urbana e saneamento? Ele não responde, foge do assunto.

Ulisses Tavares informa que só vota em candidatos que prometem cuidar dos bichos.

Furo nacional transformou O TREM em agência de notícias para a mídia de fora. Saiba o que é na página 9.

Itabira caótica: 1714 problemas que Damon de Sena não resolve e que atormentam a população.

Rádio CBN, em parceria com O TREM, noticia desleixo com os Caminhos Drummondianos.

A defasagem no processo de educação é excludente, de alta conveniência para manter currais eleitorais, a elegerem políticos de sofrível qualidade. Análise do economista itabirano Carlito Andrade, que diz mais: que Itabira precisa aprender práticas de gestão pública com o prefeito de uma pequenina cidade, Ferros.

Pressa, urticária psicológica que provoca erros, acidentes e conduz à superficialidade. Por Nagib Anderáos Neto.

Os textos estúpidos de uma apedeuta prejudicam jornal O Globo, por Fernando Jorge

Nos idiotas anos da Jovem Guarda, panaquice tupiniquim que pretendeu espalhar a “revolta” dos meninos bem nascidos... Texto de Hermínio Prates.

Os excrementos da casa-grande: a falta de valorização dos profissionais de educação sinaliza aos estudantes o caminho do desrespeito aos educadores. Pensata de Carlos Lúcio Gontijo.

E muito mais na edição de junho dO TREM, o jornal de Itabira que o Brasil assina, lê e admira.
Para assinar: o tremitabirano@yahoo.com.br. Paga 84 reais e recebe por um ano todinho o jornal que enriquece culturalmente e vale por um livro bom.

DISSERAM DO TREM BRASIL E MUNDO AFORA - ESPONTANEAMENTE.

“Se toda cidade brasileira tivesse um jornal como O TREM Itabirano, o Brasil seria bem melhor e mais justo. Itabira é privilegiada por ter um jornal dessa categoria.”
Jean Kadar Prévoust, jornalista e escritor francês, Paris.

“Aguardo instruções para assinar o melhor jornal do mundo falante em português.”
Edson Amâncio, médico e escritor, São Paulo-SP.

“Parabéns aos itabiranos pelo jornal O TREM Itabirano, que é lindo”.
Mário Cravo Albin, historiador da Música Popular Brasileira.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI - que trará uma Homenagem ao poeta e professor Pedro Lyra – 
(será o 41º livro editado pela PoeArt Editora- DESDE 2006 COM VOCÊ!) (Prazo: ATÉ 30 de abril de 2017)
(somente pela INTERNET)


   A PoeArt Editora de Volta Redonda RJ, institui o livro VII Coletânea Século XXI  (depois das bem sucedidas Antologias Poéticas de Diversos Autores, Vozes de Aço da I a XVIII, depois do sucesso da I a VI Coletânea Século XXI, do livro Cardápio Poético, 1ª e 2ª edição, I a III Coletânea Viagem pela Escrita. Dentre os já homenageados por suas contribuições literário-culturais em nossos livros, estão: Adahir Gonçalves Barbosa, Alan Carlos Rocha, Álvaro Alves de Faria, Astrid Cabral, Clevane Pessoa, Flávia Savary, Flora Figueiredo, Gilberto Mendonça Teles, Maria Braga Horta (in memoriam), Maria José Bulhões Maldonado, Mauro Mota, Olga Savary, Oscar Niemeyer, Pedro Albeirice da Rocha e Pedro Viana.


SEM TAXA DE INSCRIÇÃO: (AT…

SAFRA VELHA DE CLÁUDIA BRINO recebe indicação do International Poetry News

É com alegria e surpresa que acabo de receber de Giovani Campisi a notícia de que o livro Safra Velha de Cláudia Brino (Costelas Felinas) é um dos livros indicados para concorrer ao Prêmio Nobel de Literatura 2018.

Indicado pelo jornal International Poetry News entre 25 títulos de autores internacionais encaminhados ao Comitê Organizador do Prêmio Nobel de Literatura - 2018
A indicação foi feita pela Direzione Editoriale / Edizioni Universum

clique na imagem e veja a IPN  INDICAÇÃO NO - INTERNATIONAL POETRY NEWS


Este livro não é vendido em livrarias e se movimenta à margem da grande mídia. Adquirindo a versão impressa você receberá dedicatória especial tendo o seu nome impresso no livro.