Pular para o conteúdo principal

HABITAT DO AMOR - de Deise Domingues Giannini ** ilustração Clevane Pessoa

HABITAT  DO  AMOR

O amor vive nas promessas,
nos planos, nos sonhos e nas confidências,
na ansiedade que alimenta a alma
e justifica a existência.

O amor vive na cumplicidade de olhares,
na alegria, nas canções e versos,
nos abraços e nos beijos,
indiferentes aos sons dispersos.
 
O amor vive no encanto,
na magia, na gratidão e na ventura,
na bondade, na pureza,
no entrelaçar das mãos com ternura.

O amor vive na humildade, na luz,
na esperança e no riso,
na prece, no perdão e na conquista do paraíso.

in ALMA ABERTA
ed. costelas felinas


Comentários

Anônimo disse…
poema muito sensível.
Pamela Andrade
clevane disse…
Meu traço se renova ao ilustrar esse habitat amoroso, que os apaixonados conhecem, w ibdw todos que amam habitam!Abrs, arabéns.
Clevane Pessoa

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.